sábado, 11 de fevereiro de 2017

Homem vai ao hospital após sofrer acidente de moto com carro

No começo da tarde deste sábado (11) aconteceu um acidente envolvendo uma moto e um carro no cruzamento das ruas Osvaldo Cruz com Lucídio Portela no Bairro Piauí.
Um senhor não identificado seguia de moto e colidiu contra um carro. No cruzamento não existe sinalização e os dois condutores deveriam reduzir a velocidade ou parar.

O motociclista levou a pior, tendo ferimentos em várias partes do corpo. Ele foi atendido por uma equipe do SAMU. Os veículos ficaram danificados e foram retirados do local, antes da chegada da polícia. Populares suspeitavam do uso de bebida por parte dos condutores.
Por: Denílson Freitas/Veja Parnaíba

Saiba quais são as novas regras no uso do cartão de crédito

Em uma publicação realizada no D.O.U (Diário Oficial da União), relatou a decisão do Banco Central em limitar a utilização do rotativo do cartão de crédito para 30 dias. Antes da nova lei, o brasileiro poderia ficar preso a esta medida, ou seja, ao pagamento da parcela mínima, sem prazos limite acordados.
Resultado de imagem para Saiba quais são as novas regras no uso do cartão de créditoSegundo a publicação, o cliente que não quitar toda a fatura no dia do vencimento, deve necessariamente liquidá-la na fatura seguinte. Contudo, caso isso não seja possível, a proposta será que os bancos proporcionem condições de parcelamento em até 24 vezes.
Segundo informações divulgadas pelo Banco Central, esta medida tem o objetivo de tornar a utilização do cartão de crédito mais eficiente e mais em conta. Ainda de acordo com a instituição, a novidade contribuirá para a diminuição da taxa de juros do crédito é uma boa notícia, visto que no mês de dezembro, os juros terminaram em mais de 480% ao ano, os mais expressivos praticados no mercado do crédito.
Contudo, o Banco Central disse que não apresentou um prazo para a queda nas taxas de juros do rotativo e também não avaliou o quanto seria esta redução. A publicação no DOU afirma que "O saldo devedor da fatura de cartão de crédito e de demais instrumentos de pagamento pós-pagos, quando não liquidado integralmente no vencimento, somente pode ser objeto de financiamento na modalidade de crédito rotativo até o vencimento da fatura subsequente".
Sendo assim, o devedor poderá organizar o financiamento do saldo que está em débito, a partir de uma negociação com o banco. Vale lembrar que ainda será possível buscar as melhores soluções quanto à cobrança de encargos financeiros.
Oficialmente, a mudança entrará em vigor a partir do dia 3 de abril, e os bancos poderão adaptar-se à norma antes dessa data. A opção para parcelar a fatura do cartão de crédito fica por conta da instituição financeira, o Banco Central acredita que isso acontecerá de maneira natural, ou seja, como uma ferramenta que tem como objetivo de evitar a inadimplência.
Por outro lado, caso o banco não ofereça a opção de parcelamento da dívida, o devedor terá que buscar outra solução para quitar a fatura atrasada, caso contrário poderá ficar inadimplente.
Estadão.com

Fortes chuvas causam desabamento de imóveis e alagamentos em locais conhecidos na cidade

Durante as chuvas nesta madrugada de sábado (11/02) em Parnaíba (PI), houve desabamento de imóvel, ruas ficaram alagadas, pessoas perderam bens matérias e no conhecido “piscinão” no bairro Piauí, moradores alegam que o gerador não funciona para puxar as águas que acumulam, prejudicando diversas famílias.
“Essas ruínas desses casarões velhos aqui no Bairro São José são um grande problema sempre estiveram sob ameaça de desabar”. Na rua Coelho Rodrigues com rua 7, uma parede desabou, por sorte ninguém passava no local e nenhum carro estava estacionado como de costume.
“Carlson o problema no piscinão é que as bombas só ficam fazendo barulho, mas não estão funcionando, talvez por falta de um gerador porque a energia aqui não suporta o funcionamento das bombas”. Famílias estão no prejuízo.

Nesse período do ano a defesa civil do município e órgãos do governo do estado, precisam agir com rapidez e de forma preventiva para evitar danos ou tragédias. Em casos de emergência a população pode chamar o Corpo de Bombeiros no número 193.
Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

Donos de bares estão reclamando de mal cheiro na orla de Atalaia em Luis Correia

"A falta da limpeza pública pode afastar os turistas e frequentadores dos bares, principalmente durante as festas do carnaval; o que preocupa". Lamentam donos de bares.

Segundo informações o mal cheiro fica próximo ao “bar 70” e seria dejetos dos bares, mas o carro da limpeza não está fazendo a limpeza no local, denunciam.

Questionamos quem faz a limpeza, e ouvimos do denunciante:

“Creio que deva ser do estado porque ele (dono de bar) disse que andaram uns fiscais lá do estado é que ele tinha comunicado a eles dá situação, e que eles iriam solucionar o caso”. Mas segundo as leis a limpeza do município é de responsabilidade da prefeitura.
Resultado de imagem para kim do caranguejo limpa lixo
No primeiro mandato de Kim, o lixo tomando conta da cidade foi tema de matéria na TV

O prefeito Kim do Caranguejo conhece bem a realidade dos donos de bares e demais trabalhadores que convivem frequentemente com casos de lixos e falta de manutenção da orla, como por exemplo; iluminação e retirada da areia que acumula e dificulta o acesso de carros. A população espera por atitude do prefeito neste segundo mandato.
Edição: Blog do Pessoa

Prêmio da Mega-Sena promete pagar R$ 35 milhões neste sábado

Sorteio da Mega-Sena ocorre neste sábado
A Mega-Sena sorteia neste sábado (11) o prêmio acumulado de R$ 35 milhões. O concurso 1902 será sorteado em Itabira, em Minas Gerais, na avenida Mauro Ribeiro Lage, onde está estacionado o Caminhão da Sorte.

Se optar por aplicar o prêmio na poupança, o apostador que acertar sozinho os seis números da modalidade receberá R$ 234 mil mensais de rendimento. Também é possível adquirir seis mansões à beira mar ou nove iates de luxo.
A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país até as 19 horas de sábado. 
Fonte: A Tribuna.com.br

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Carlson Pessoa, Zé Filho e Juliana fazem visita de cortesia a Mão Santa

No início da tarde desta sexta-feira (10), o vereador Carlson Pessoa acompanhou o ex-governador Zé Filho e a deputada estadual Juliana Falcão em uma visita de cortesia ao prefeito de Parnaíba, Mão Santa. O encontro aconteceu na sede do governo municipal e os correligionários aproveitaram para tratar de vários assuntos de interesse do povo parnaibano.

Questionado por Zé Filho sobre a recusa do prefeito em aceitar a proposta do governador Wellington Dias em construir um presídio na cidade, Mão Santa foi firme ao dizer que ao invés de ter fechado a Academia Militar de Polícia na cidade, o governador deveria era trazê-la de volta e não propor a construção de um presídio.


“Nosso efetivo policial já é pouco e com mais um presídio aqui, como poderíamos garantir a segurança do nosso povo? Isso é irrazoável”, disparou o prefeito. Na ocasião também participaram do encontro o vereador João do Transito, e os secretários Gil Borges e Graça Nunes.

Por Luzia Paula / Ascom

Vídeo flagra uma senhora sendo assaltada em rua movimentada de Parnaíba

Uma senhora foi assaltada a caminho da padaria entre as ruas caramuru e rua nova nas proximidades da Igreja Cristo Rei em Parnaíba (PI). O vídeo mostra a senhora Beatriz sendo forçada a entregar sua bolsa e por pouco não fica ferida gravemente.
Um bandido não identificado cor morena e de média estatura andava em uma bicicleta e ao avistar a senhora, ele volta e pratica o assalto, levando a bolsa da vítima com pertences e uma quantia em dinheiro. O fato ocorreu no último dia 04/02/2017.

Segundo informações a senhora fez o boletim de ocorrência na polícia e autoriza a publicação do vídeo, encontrado por nossa redação em grupos nas redes sociais. Qualquer informação que leve a prisão do elemento, deve ser repassada as autoridades policiais.

Assista o vídeo:
 
Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

População denuncia a imprensa os Invasores de terras em Parnaíba

Em Parnaíba a população continua registrando e denunciando invasões de terras. Desta vez os moradores do conjunto Amarração no Bairro Dirceu, relatam que um grupo de pessoas que se dizem, "sem terras", estão invadindo os espaços destinados para construção de postos de saúde e escolas, no citado conjunto.

Outra denúncia que chegou em nossa redação diz respeito a invasores de terras na Avenida José de Moraes Corrêa nas proximidades da empresa Asa Norte. As instituições responsáveis precisam tomar alguma atitude em definitivo para controlar a situação.

Edição: Blog do Pessoa

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Vereador Carlson Pessoa elogia iluminação da Praça da Graça e sugere que local receba vigias


Durante a sessão parlamentar desta quarta-feira (08/02), Vereador Carlson Pessoa (PPS) elogiou o trabalho realizado pela equipe de iluminação pública da Prefeitura de Parnaíba na Praça de Nossa Senhora das Graças. O Vereador parabenizou a equipe e ressaltou a importância do trabalho que se iniciou no bairro centro e deve se estender por outros pontos da cidade.
“Nossa Praça da Graça está linda, magnifica! Precisamos parabenizar o trabalho realizado pela prefeitura. Infelizmente há muito tempo não víamos a praça tão bonita como agora. E o trabalho deve continuar com celeridade e qualidade” frisou o edil. 


A Vereadora de oposição Fátima Carmino (PT) chegou a afirma que ainda não tinha visto a praça iluminada e foi retrucada por Carlson. “Vereadora acredito que seja um equivoco seu, ou então eu estou enganado. A praça está sim toda iluminada e ganhou nova vida” disse o vereador. 
Carmino criticou a demora de um mês para que a Prefeitura de Parnaíba recuperasse a iluminação do citado logradouro, porém Carlson frisou que o problema foi deixado pela gestão passada e para se resolver a falta de iluminação foi necessário à troca de luminárias, lâmpadas, reatores e fios e tudo foi resolvido em apenas um final de semana depois se sanadas as burocracias administrativas. 

Carlson Pessoa também sugeriu que a prefeitura implementasse no local o serviço de vigilância, afim de evitar que vândalos danifiquem o patrimônio público e gerem prejuízos ao município. “Está tudo bonito, mas sugiro ao poder público executivo a colocar vigias na Praça, ou do contrário os vândalos e marginais vão danificar novamente o espaço público” falou Carlson.

ASCOM 

MPT autoriza novo concurso público para procurador

O ministério Público Trabalho (MPT) autorizou a realização do 20º concurso público de provas e títulos do órgão. A seleção será para o cargo de procurador do trabalho.
A ata da 188ª sessão extraordinária que autorizou o concurso foi publicada no "Diário Oficial da União".
Resultado de imagem para ministério público do trabalho teresina - pi 
O último concurso realizado para o cargo de procurador do trabalho aconteceu no final de 2014 e ofereceu 9 vagas. O candidato deveria ser bacharel em direito e ter, até a data da posse, 3 anos de atividade jurídica exercida exclusivamente após a obtenção do grau de bacharel.

As vagas foram para o Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Brasília.
Ainda não há informações sobre a publicação do edital.

Atriz Tássia Camargo atribui morte de Marisa a Globo e manifestantes

A morte de Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, continua repercutindo entre os internautas nas redes sociais. A atriz Tássia Camargo, que já fez muitas novelas na Globo, atribui o falecimento da ex-primeira dama à emissora carioca.
Slide 1 de 1: 'Na Record eu não piso mais!', dispara atriz Tássia Camargo
Em seu perfil no Facebook, a atriz fez um desabafo onde fez referências ao agravamento da saúde de Marisa, que sofreu um AVC no dia 24 de janeiro: “O próprio médico Kalil [Roberto Kalil Filho] ele disse, né? “O estresse, muito estresse”… Muita pressão que foi feita por você, TV Globo; foi feita por você, golpista, que foi de verde e amarelo na Paulista e que hoje não reclama de nada, da corrupção, dos aumentos. Você, babaca!”.
A atriz continuou e disparou contra os internautas que postam especulações sobre a possível causa da morte da ex-primeira dama: “Meu Pai, como vocês têm imaginação! A culpa é de vocês!", disse.
Declarando estar de luto pela amiga, “uma guerreira”, Tássia Camargo conclui acusando diretamente a Globo, outra vez: “TV Globo, vocês conseguiram! Mataram mais um! Quem mais vocês vão matar agora?”.
Nos últimos dias a imprensa revelou que Marisa tinha, há dez anos, um aneurisma pequeno no cérebro, que não foi tratado cirurgicamente e acabou se rompendo. 
Vale lembrar que foi na emissora que Tássia viveu suas personagens mais conhecidas, em novelas como “Pão-Pão Beijo-Beijo”, “Tieta” e “O Cravo e a Rosa”.
Fama ao Minuto

Senado aprova reforma do ensino médio; veja o que muda

A reforma do ensino médio foi aprovada nesta quarta-feira (8) pelo Senado Federal. O texto, que segue para sanção do presidente Michel Temer (PMDB), foi inicialmente colocado em vigor como Medida Provisória (MP). O texto final manteve todos os eixos do original. Abaixo, veja os principais pontos:
O que é a reforma?
É um conjunto de novas diretrizes para o ensino médio implementadas via Medida Provisória apresentadas pelo governo federal em 22 de setembro de 2016. Por se tratar de uma medida provisória, o texto teve força de lei desde a publicação no "Diário Oficial". Para não perder a validade, precisava ser aprovado em até 120 dias (4 meses) pelo Congresso Nacional.
Quem elaborou a MP?
A MP foi elaborada pelo Ministério da Educação e defendida pelo ministro Mendonça Filho, que assumiu a pasta, após a posse de Michel Temer, em 1º de setembro de 2016.
Antes da MP, estava em tramitação na Câmara o Projeto de Lei nº 6840/2013, do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG). Entidades como o Movimento Nacional pelo Ensino Médio defendiam a continuidade da tramitação e das discussões sobre o PL. Governo e congressistas dizem que o conteúdo da MP considera discussões da Comissão Especial que resultou no PL.
O que ficou definido na reforma?
A reforma flexibiliza o conteúdo que será ensinado aos alunos, muda a distribuição do conteúdo das 13 disciplinas tradicionais ao longo dos três anos do ciclo, dá novo peso ao ensino técnico e incentiva a ampliação de escolas de tempo integral.
Áreas de concentração
O currículo do ensino médio será definido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), atualmente em elaboração. Mas a nova lei já determina como a carga horária do ensino médio será dividida. Tudo o que será lecionado vai estar dentro de uma das seguintes áreas, que são chamadas de "itinerários formativos":
1 - linguagens e suas tecnologias
2 - matemática e suas tecnologias
3 - ciências da natureza e suas tecnologias
4 - ciências humanas e sociais aplicadas
5 - formação técnica e profissional
As escolas, pela reforma, não são obrigadas a oferecer aos alunos todas as cinco áreas, mas deverão oferecer ao menos um dos itinerários formativos.
Carga horária
O texto determina que 60% da carga horária seja ocupada obrigatoriamente por conteúdos comuns da BNCC, enquanto os demais 40% serão optativos, conforme a oferta da escola e interesse do aluno, mas também seguindo o que for determinado pela Base Nacional. No conteúdo optativo, o aluno poderá, caso haja a oferta, se concentrar em uma das cinco áreas mencionadas acima.
Inglês
A língua inglesa passará a ser a disciplina obrigatória no ensino de língua estrangeira, a partir do sexto ano do ensino fundamental. Isso quer dizer que Congresso manteve a proposta do governo federal. Antes da reforma, as escolas podiam escolher se a língua estrangeira ensinada aos alunos seria o inglês ou o espanhol. Agora, se a escola só oferece uma língua estrangeira, essa língua deve ser obrigatoriamente o inglês. Se ela oferece mais de uma língua estrangeira, a segunda língua, preferencialmente, deve ser o espanhol, mas isso não é obrigatório.
Mais escolas em tempo integral
Outro objetivo da reforma é incentivar o aumento da carga horária para cumprir a meta 6 do Plano Nacional de Educação (PNE), que prevê que, até 2024, 50% das escolas e 25% das matrículas na educação básica (incluindo os ensinos infantil, fundamental e médio) estejam no ensino de tempo integral.
No ensino médio, a carga deve agora ser ampliada progressivamente até atingir 1,4 mil horas anuais. Atualmente, o total é de 800 horas por ano, de acordo com o MEC. No texto final, os senadores incluíram uma meta intermediária: no prazo máximo de 5 anos, todas as escolas de ensino médio do Brasil devem ter carga horária anual de pelo menos mil horas. Não há previsão de sanções para gestores que não cumprirem a meta.
Tempo integral: programa de fomento
O MEC não apontou como será cumprida a carga horária, mas instituiu o Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral para apoiar a criação de 257,4 mil novas vagas no ensino médio integral. Inicialmente previa uma ajuda de 4 anos. No texto final, os senadores sugerem que ele se estenda para 10 anos. Atualmente, só 5,6% das matrículas do ensino médio são em tempo integral no Brasil. Segundo associações, a adoção do turno integral elevaria mensalidades nas escolas particulares.
Não há estimativa de quanto os estados gastariam com a ampliação dos turnos para integral, mas o governo federal afirmou que, por meio desse programa de fomento, apenas cobriria parte dos gastos.
Como ficaram os pontos polêmicos da MP?
Desde que foi apresentada pelo governo, em setembro, a reforma se tornou alvo de protestos pelo país. Estudantes chegaram a ocupar escolas para se manifestar contra a MP. O protesto levou ao adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em vários locais do Brasil, especialmente em Minas Gerais e no Paraná.
Disciplinas obrigatórias
A principal polêmica diz respeito às disciplinas obrigatórias do ensino médio. Antes da MP, no Brasil, não existia uma lei que especificava todas as disciplinas que deveriam obrigatoriamente ser ensinadas na escola – esse documento será a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), que ainda não saiu do papel. Até então, a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) só citava explicitamente, em trechos diversos, as disciplinas de português, matemática, artes, educação física, filosofia e sociologia como obrigatórias nos três anos do ensino médio.
Na versão original enviada pelo governo, a MP mudou isso, e retirou do texto as disciplinas de artes, educação física, filosofia e sociologia. Ela determinava que somente matemática e português seriam disciplinas obrigatórios ao longo dos três anos, e tornava obrigatório o ensino de inglês como língua estrangeira. Mas, além disso, os demais conteúdos para a etapa obrigatória seriam definidos pela Base Nacional, ainda em debate.
Durante a tramitação no Congresso, porém, os parlamentares revisaram parcialmente a retirada da citação direta à educação física, arte, sociologia e filosofia como disciplinas obrigatórias. Uma emenda definiu que as matérias devem ter "estudos e práticas" incluídos como obrigatórios na BNCC.
Notório saber
Outro alvo de críticas foi a permissão para que professores sem diploma específico ministrem aulas. O texto aprovado no Congresso manteve a autorização para que profissionais com "notório saber", reconhecidos pelo sistema de ensino, possam dar aulas exclusivamente para cursos de formação técnica e profissional, desde que os cursos estejam ligados às áreas de atuação deles.
Também ficou definido pelos deputados e senadores que profissionais graduados sem licenciatura poderão fazer uma complementação pedagógica para que estejam qualificados a ministrar aulas.
Tramitação foi questionada
Especialistas dizem que as mudanças deveriam ter sido discutidas abertamente com a sociedade, e não implementadas via MP. O Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual afirma que a medida provisória que estabelece uma reforma no ensino médio é inconstitucional.
Na Câmara, a proposta recebeu 567 emendas de deputados e senadores com o objetivo de alterar o conteúdo da proposta. Foram realizadas nove audiências públicas durante a tramitação.
Outra crítica é que na prática, uma escola da rede pública não terá como oferecer todos os itinerários formativos, o que pode reduzir o potencial de escolha do estudante. Consultados pelo G1, ex-ministros da Educação alertaram para o risco de que a reforma amplie as desigualdades de oportunidades educacionais. O ministro Mendonça Filho rebateu a acusação.
Quando a reforma entra em vigor?
Maria Helena Guimarães, secretária executiva do MEC, disse no ano passado que a primeira turma ingressando no novo modelo poderia ser em 2018. Já Mendonça Filho disse que não há um prazo máximo para que todos os estados estejam no novo modelo, e diz que espera que haja uma demanda dos próprios estados para acelerar o processo.
Apesar de depender da aprovação da BNCC, o MEC ainda faz a ressalva de que a MP já terá valor de lei e que escolas privadas e redes estaduais já podem fazer adaptações seguindo os seus currículos já em vigor.
Como a Base Nacional é importante neste processo?
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) vai definir o conteúdo mínimo e as disciplinas que estarão obrigatoriamente no ensino médio.
Um dos pontos polêmicos da reforma foi o fato de o texto da MP retirar da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) a garantia explícita de que algumas disciplinas já consolidadas (artes, educação física, filosofia e sociologia) deveriam ser aplicadas no ensino médio. A medida, porém, foi revertida na tramitação do texto no Congresso.
Quando a BNCC sai do papel?
O Ministério da Educação anunciou que ela será dividida em duas partes: a do ensino fundamental e a do ensino médio. Havia previsão é de que base do ensino fundamental fosse entregue entre os meses de outubro de novembro de 2016, mas o prazo não foi cumprido. No fim de janeiro, Mendonça Filho afirmou que a BNCC do ensino infantil e fundamental seria encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) "nas próximas semanas" e deve ser homologada até o fim do primeiro semestre deste ano.
Já o conteúdo do ensino médio deve ser entregue até o mês de março de 2017, segundo o secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares da Silva.
A reforma muda quais leis que regulam a educação?
A medida provisória aprovada na tarde desta quarta-feira no Senado tarde altera artigos da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que é a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e da Lei nº 11.494, de junho de 2007, que é a Lei do Fundeb. Além disso, institui a Política de Fomento à Implementação de Escola de Ensino Médio em Tempo Integral.
Fonte: G1

Receita abre consulta a lotes residuais de restituição do Imposto de Renda

© Foto: Getty Images
Lotes residuais de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física, referentes aos exercícios de 2008 a 2016, estão disponíveis para consulta a partir desta quarta-feira (8). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet ou ligar para o número 146.
O pagamento das restituições será feito no próximo dia 15. Segundo a Receita, serão beneficiados 115.831 contribuintes, com um total de R$ 250 milhões.
A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, preenchendo formulário eletrônico no centro virtual de atendimento e-CAC.
Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá comparecer a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para o telefone 4004 0001 (capitais), 0800 729 0001 (demais localidades) ou 0800 729 0088 (telefone especial para deficientes auditivos). Procurando o banco, é possível agendar o depósito do valor em conta-corrente ou poupança.
Edição: Luana Lourenço

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Teto de boate LGBT desaba no centro de Teresina; assista vídeo

O teto de uma boate LGBT desabou no centro de Teresina, nesta terça-feira (07). O bar não funciona durante o dia e no momento do incidente apenas o proprietário e um pintor- que prestava serviço- estavam no local.
A boate fica localizada na rua 7 de Setembro, no centro da Capital. O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) foi acionado e enviará uma equipe técnica na manhã desta quarta-feira (08) para averiguar as causas do desabamento.
A assessoria da boate enviou nota à imprensa informando que o incidente parece ter sido provocado por uma reforma no ponto comercial vizinho. Felizmente, ninguém ficou ferido. 
Em um ano, este é o segundo desabamento que ocorre no centro da Capital. 
Cidadeverde.com

Salário mínimo “necessário” é de R$ 3.811,29, segundo Dieese

O cálculo é feito com base no valor da cesta básica mais cara, atualmente a de Porto Alegre.: size_960_16_9_dinheironobolso.jpg© image/jpeg size_960_16_9_dinheironobolso.jpg
São Paulo – O salário mínimo no Brasil deveria ser de R$ 3.811,29, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).
É este o valor necessário “para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência”, segundo a instituição.
O cálculo é feito com base no valor da cesta básica mais cara, atualmente a de Porto Alegre. A última pesquisa do Dieese mostrou queda em 20 capitais e alta em 7.
O salário mínimo “necessário” chegou a atingir R$ 4.026,17 em outubro, mas caiu todos os meses desde então, acompanhando a trajetória de queda da inflação.
Ainda assim, os R$ 3.811,29 de janeiro representam cerca de 4 vezes o valor do mínimo, reajustado de R$ 880 para R$ 937 desde a virada do ano.
Pela lei atual, o salário mínimo no Brasil é reajustado pela soma da variação do INPC (inflação para população de baixa renda) no ano anterior, acrescido da taxa de crescimento real do PIB dois anos antes.
Já que o PIB caiu em 2015 e 2016, o próximo aumento real ficará no mínimo para 2019 (se a lei não mudar nesse ínterim).
Em um vídeo, o economista Carlos Eduardo Gonçalves explica quais seriam as consequências práticas se um salário mínimo tão alto fosse estabelecido por lei:
“O que vai acontecer com a pessoa hoje empregada que ganha um salário baixo? (…) Você acha que elas vão continuar todas empregadas ganhando R$ 3.700 ou elas vão ser mandadas emboras porque a contribuição delas pro produto final da empresa não vale esses R$ 3.700?”.
Veja o vídeo:

E a evolução do salário mínimo nominal e “necessário” desde 1994:
Período Salário mínimo nominal Salário mínimo necessário
2017
Janeiro R$ 937,00 R$ 3.811,29
2016
Dezembro R$ 880,00 R$ 3.856,23
Novembro R$ 880,00 R$ 3.940,41
Outubro R$ 880,00 R$ 4.016,27
Setembro R$ 880,00 R$ 4.013,08
Agosto R$ 880,00 R$ 3.991,40
Julho R$ 880,00 R$ 3.992,75
Junho R$ 880,00 R$ 3.940,24
Maio R$ 880,00 R$ 3.777,93
Abril R$ 880,00 R$ 3.716,77
Março R$ 880,00 R$ 3.736,26
Fevereiro R$ 880,00 R$ 3.725,01
Janeiro R$ 880,00 R$ 3.795,24
2015
Dezembro R$ 788,00 R$ 3.518,51
Novembro R$ 788,00 R$ 3.399,22
Outubro R$ 788,00 R$ 3.210,28
Setembro R$ 788,00 R$ 3.240,27
Agosto R$ 788,00 R$ 3.258,16
Julho R$ 788,00 R$ 3.325,37
Junho R$ 788,00 R$ 3.299,66
Maio R$ 788,00 R$ 3.377,62
Abril R$ 788,00 R$ 3.251,61
Março R$ 788,00 R$ 3.186,92
Fevereiro R$ 788,00 R$ 3.182,81
Janeiro R$ 788,00 R$ 3.118,62
2014
Dezembro R$ 724,00 R$ 2.975,55
Novembro R$ 724,00 R$ 2.923,22
Outubro R$ 724,00 R$ 2.967,07
Setembro R$ 724,00 R$ 2.862,73
Agosto R$ 724,00 R$ 2.861,55
Julho R$ 724,00 R$ 2.915,07
Junho R$ 724,00 R$ 2.979,25
Maio R$ 724,00 R$ 3.079,31
Abril R$ 724,00 R$ 3.019,07
Março R$ 724,00 R$ 2.992,19
Fevereiro R$ 724,00 R$ 2.778,63
Janeiro R$ 724,00 R$ 2.748,22
2013
Dezembro R$ 678,00 R$ 2.765,44
Novembro R$ 678,00 R$ 2.761,58
Outubro R$ 678,00 R$ 2.729,24
Setembro R$ 678,00 R$ 2.621,70
Agosto R$ 678,00 R$ 2.685,47
Julho R$ 678,00 R$ 2.750,83
Junho R$ 678,00 R$ 2.860,21
Maio R$ 678,00 R$ 2.873,56
Abril R$ 678,00 R$ 2.892,47
Março R$ 678,00 R$ 2.824,92
Fevereiro R$ 678,00 R$ 2.743,69
Janeiro R$ 678,00 R$ 2.674,88
2012
Dezembro R$ 622,00 R$ 2.561,47
Novembro R$ 622,00 R$ 2.514,09
Outubro R$ 622,00 R$ 2.617,33
Setembro R$ 622,00 R$ 2.616,41
Agosto R$ 622,00 R$ 2.589,78
Julho R$ 622,00 R$ 2.519,97
Junho R$ 622,00 R$ 2.416,38
Maio R$ 622,00 R$ 2.383,28
Abril R$ 622,00 R$ 2.329,35
Março R$ 622,00 R$ 2.295,58
Fevereiro R$ 622,00 R$ 2.323,21
Janeiro R$ 622,00 R$ 2.398,82
2011
Dezembro R$ 545,00 R$ 2.329,35
Novembro R$ 545,00 R$ 2.349,26
Outubro R$ 545,00 R$ 2.329,94
Setembro R$ 545,00 R$ 2.285,83
Agosto R$ 545,00 R$ 2.278,77
Julho R$ 545,00 R$ 2.212,66
Junho R$ 545,00 R$ 2.297,51
Maio R$ 545,00 R$ 2.293,31
Abril R$ 545,00 R$ 2.255,84
Março R$ 545,00 R$ 2.247,94
Fevereiro R$ 540,00 R$ 2.194,18
Janeiro R$ 540,00 R$ 2.194,76
2010
Dezembro R$ 510,00 R$ 2.227,53
Novembro R$ 510,00 R$ 2.222,99
Outubro R$ 510,00 R$ 2.132,09
Setembro R$ 510,00 R$ 2.047,58
Agosto R$ 510,00 R$ 2.023,89
Julho R$ 510,00 R$ 2.011,03
Junho R$ 510,00 R$ 2.092,36
Maio R$ 510,00 R$ 2.157,88
Abril R$ 510,00 R$ 2.257,52
Março R$ 510,00 R$ 2.159,65
Fevereiro R$ 510,00 R$ 2.003,30
Janeiro R$ 510,00 R$ 1.987,26
2009
Dezembro R$ 465,00 R$ 1.995,91
Novembro R$ 465,00 R$ 2.139,06
Outubro R$ 465,00 R$ 2.085,89
Setembro R$ 465,00 R$ 2.065,47
Agosto R$ 465,00 R$ 2.005,07
Julho R$ 465,00 R$ 1.994,82
Junho R$ 465,00 R$ 2.046,99
Maio R$ 465,00 R$ 2.045,06
Abril R$ 465,00 R$ 1.972,64
Março R$ 465,00 R$ 2.005,57
Fevereiro R$ 465,00 R$ 2.075,55
Janeiro R$ 415,00 R$ 2.077,15
2008
Dezembro R$ 415,00 R$ 2.141,08
Novembro R$ 415,00 R$ 2.007,84
Outubro R$ 415,00 R$ 2.014,73
Setembro R$ 415,00 R$ 1.971,55
Agosto R$ 415,00 R$ 2.025,99
Julho R$ 415,00 R$ 2.178,30
Junho R$ 415,00 R$ 2.072,70
Maio R$ 415,00 R$ 1.987,51
Abril R$ 415,00 R$ 1.918,12
Março R$ 415,00 R$ 1.881,32
Fevereiro R$ 380,00 R$ 1.900,31
Janeiro R$ 380,00 R$ 1.924,59
2007
Dezembro R$ 380,00 R$ 1.803,11
Novembro R$ 380,00 R$ 1.726,24
Outubro R$ 380,00 R$ 1.797,56
Setembro R$ 380,00 R$ 1.737,16
Agosto R$ 380,00 R$ 1.733,88
Julho R$ 380,00 R$ 1.688,35
Junho R$ 380,00 R$ 1.628,96
Maio R$ 380,00 R$ 1.620,64
Abril R$ 380,00 R$ 1.672,56
Março R$ 350,00 R$ 1.620,89
Fevereiro R$ 350,00 R$ 1.562,25
Janeiro R$ 350,00 R$ 1.565,61
2006
Dezembro R$ 350,00 R$ 1.564,52
Novembro R$ 350,00 R$ 1.613,08
Outubro R$ 350,00 R$ 1.510,00
Setembro R$ 350,00 R$ 1.492,69
Agosto R$ 350,00 R$ 1.442,62
Julho R$ 350,00 R$ 1.436,74
Junho R$ 350,00 R$ 1.447,58
Maio R$ 350,00 R$ 1.503,70
Abril R$ 350,00 R$ 1.536,96
Março R$ 300,00 R$ 1.489,33
Fevereiro R$ 300,00 R$ 1.474,71
Janeiro R$ 300,00 R$ 1.496,56
2005
Dezembro R$ 300,00 R$ 1.607,11
Novembro R$ 300,00 R$ 1.551,41
Outubro R$ 300,00 R$ 1.468,24
Setembro R$ 300,00 R$ 1.458,42
Agosto R$ 300,00 R$ 1.471,18
Julho R$ 300,00 R$ 1.497,23
Junho R$ 300,00 R$ 1.538,56
Maio R$ 300,00 R$ 1.588,80
Abril R$ 260,00 R$ 1.538,64
Março R$ 260,00 R$ 1.477,49
Fevereiro R$ 260,00 R$ 1.474,96
Janeiro R$ 260,00 R$ 1.452,28
2004
Dezembro R$ 260,00 R$ 1.468,08
Novembro R$ 260,00 R$ 1.439,68
Outubro R$ 260,00 R$ 1.510,67
Setembro R$ 260,00 R$ 1.532,18
Agosto R$ 260,00 R$ 1.596,11
Julho R$ 260,00 R$ 1.527,56
Junho R$ 260,00 R$ 1.538,06
Maio R$ 260,00 R$ 1.522,01
Abril R$ 240,00 R$ 1.386,47
Março R$ 240,00 R$ 1.402,63
Fevereiro R$ 240,00 R$ 1.422,46
Janeiro R$ 240,00 R$ 1.445,39
2003
Dezembro R$ 240,00 R$ 1.420,61
Novembro R$ 240,00 R$ 1.408,76
Outubro R$ 240,00 R$ 1.391,37
Setembro R$ 240,00 R$ 1.366,76
Agosto R$ 240,00 R$ 1.359,03
Julho R$ 240,00 R$ 1.396,50
Junho R$ 240,00 R$ 1.421,62
Maio R$ 240,00 R$ 1.478,16
Abril R$ 240,00 R$ 1.557,55
Março R$ 200,00 R$ 1.466,73
Fevereiro R$ 200,00 R$ 1.399,10
Janeiro R$ 200,00 R$ 1.385,91
2002
Dezembro R$ 200,00 R$ 1.378,19
Novembro R$ 200,00 R$ 1.357,43
Outubro R$ 200,00 R$ 1.270,40
Setembro R$ 200,00 R$ 1.247,97
Agosto R$ 200,00 R$ 1.168,92
Julho R$ 200,00 R$ 1.154,63
Junho R$ 200,00 R$ 1.129,18
Maio R$ 200,00 R$ 1.121,53
Abril R$ 200,00 R$ 1.143,29
Março R$ 180,00 R$ 1.091,21
Fevereiro R$ 180,00 R$ 1.084,91
Janeiro R$ 180,00 R$ 1.116,66
2001
Dezembro R$ 180,00 R$ 1.101,54
Novembro R$ 180,00 R$ 1.091,04
Outubro R$ 180,00 R$ 1.081,04
Setembro R$ 180,00 R$ 1.076,84
Agosto R$ 180,00 R$ 1.070,46
Julho R$ 180,00 R$ 1.055,84
Junho R$ 180,00 R$ 1.072,14
Maio R$ 180,00 R$ 1.090,28
Abril R$ 180,00 R$ 1.092,97
Março R$ 151,00 R$ 1.066,68
Fevereiro R$ 151,00 R$ 1.037,02
Janeiro R$ 151,00 R$ 1.036,35
2000
Dezembro R$ 151,00 R$ 1.004,26
Novembro R$ 151,00 R$ 1.021,65
Outubro R$ 151,00 R$ 1.030,05
Setembro R$ 151,00 R$ 1.003,67
Agosto R$ 151,00 R$ 936,01
Julho R$ 151,00 R$ 936,12
Junho R$ 151,00 R$ 919,41
Maio R$ 151,00 R$ 939,06
Abril R$ 151,00 R$ 973,84
Março R$ 136,00 R$ 967,21
Fevereiro R$ 136,00 R$ 930,83
Janeiro R$ 136,00 R$ 942,76
1999
Dezembro R$ 136,00 R$ 940,58
Novembro R$ 136,00 R$ 940,16
Outubro R$ 136,00 R$ 933,44
Setembro R$ 136,00 R$ 908,74
Agosto R$ 136,00 R$ 892,44
Julho R$ 136,00 R$ 870,76
Junho R$ 136,00 R$ 896,22
Maio R$ 136,00 R$ 882,53
Abril R$ 130,00 R$ 878,24
Março R$ 130,00 R$ 892,86
Fevereiro R$ 130,00 R$ 896,81
Janeiro R$ 130,00 R$ 880,93
1998
Dezembro R$ 130,00 R$ 857,66
Novembro R$ 130,00 R$ 854,89
Outubro R$ 130,00 R$ 861,02
Setembro R$ 130,00 R$ 844,55
Agosto R$ 130,00 R$ 852,11
Julho R$ 130,00 R$ 882,78
Junho R$ 130,00 R$ 936,46
Maio R$ 130,00 R$ 942,09
Abril R$ 120,00 R$ 916,30
Março R$ 120,00 R$ 869,76
Fevereiro R$ 120,00 R$ 854,55
Janeiro R$ 120,00 R$ 864,88
1997
Dezembro R$ 120,00 R$ 837,16
Novembro R$ 120,00 R$ 802,13
Outubro R$ 120,00 R$ 789,69
Setembro R$ 120,00 R$ 776,42
Agosto R$ 120,00 R$ 768,36
Julho R$ 120,00 R$ 770,37
Junho R$ 120,00 R$ 790,11
Maio R$ 120,00 R$ 820,86
Abril R$ 112,00 R$ 863,71
Março R$ 112,00 R$ 849,51
Fevereiro R$ 112,00 R$ 787,93
Janeiro R$ 112,00 R$ 774,40
1996
Dezembro R$ 112,00 R$ 778,27
Novembro R$ 112,00 R$ 794,40
Outubro R$ 112,00 R$ 809,44
Setembro R$ 112,00 R$ 814,39
Agosto R$ 112,00 R$ 817,08
Julho R$ 112,00 R$ 823,21
Junho R$ 112,00 R$ 803,28
Maio R$ 112,00 R$ 801,95
Abril R$ 100,00 R$ 775,26
Março R$ 100,00 R$ 764,17
Fevereiro R$ 100,00 R$ 781,85
Janeiro R$ 100,00 R$ 781,35
1995
Dezembro R$ 100,00 R$ 763,09
Novembro R$ 100,00 R$ 742,41
Outubro R$ 100,00 R$ 729,57
Setembro R$ 100,00 R$ 710,89
Agosto R$ 100,00 R$ 723,65
Julho R$ 100,00 R$ 729,99
Junho R$ 100,00 R$ 735,49
Maio R$ 100,00 R$ 773,18
Abril R$ 70,00 R$ 812,78
Março R$ 70,00 R$ 739,24
Fevereiro R$ 70,00 R$ 701,14
Janeiro R$ 70,00 R$ 723,82
1994
Dezembro R$ 70,00 R$ 728,90
Novembro R$ 70,00 R$ 744,25
Outubro R$ 70,00 R$ 740,83
Setembro R$ 70,00 R$ 695,64
Agosto R$ 64,79 R$ 645,53
Julho R$ 64,79 R$ 590,33
Arquivado em:ECONOMIA