quinta-feira, 14 de julho de 2016

Comitê acredita que Rio Parnaíba pode se tornar novamente navegável

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira (13), no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia(Crea-PI), representantes institucionais do Piauí, Maranhão e Ceará discutiram a implementação do comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba. 


A Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba tem uma área de 331.441 km² e é considerada a segunda mais importante da região Nordeste, abrangendo os estados do Maranhão, Ceará e Piauí, que tem 99% do território coberto por seus afluentes. 
Em entrevista à TV Cidade Verde, Avelar  Damasceno, coordenador do Comitê, explica que um dos objetivos do trabalho é retomar a navegabilidade do Rio Parnaíba. Ele esclarece que o processo é lento e a comissão programará projetos a curto, médio e longo prazo.  
“O maior problema do rio Parnaíba atualmente é o processo de desmatamento, assoreamento e a falta de saneamento básico. Estamos preocupados com isso. Ainda assim é possível o rio se tornar navegável novamente, desde que seja feita a revitalização da bacia e mesmo que isso leve muito tempo. Esse processo só será possível com a implantação do Comitê”, avalia Avelar Damasceno. 
O representante da Agência Nacional de Águas, Osman Silva, avaliou que a situação hídrica  do Rio Parnaíba não é grave, se comparada com outros rios do país. “Em virtude do porte do Rio, as agressões sofridas por ele são de certa forma, minimizadas. Mesmo assim são degradantes, principalmente o impacto da falta de tratamento de esgoto, que é despejado in natura no Parnaíba”, pondera Osman. 
Como deliberação da reunião, ficou decidido que a partir deste momento será iniciado um processo de ampla mobilização da sociedade para organização e proposição de melhorias para o Comitê da Bacia Hidrográfica do Parnaíba.
Cidadeverde.com

Operação Déspota: GAECO, PRF, PC, PM, TCE e CGU combatem fraudes em licitações no Piauí


Na manhã desta quinta-feira (14), equipes do GAECO/MP/PI, PRF, PC, PM, TCE e CGU cumpriram 30 ordens judiciais com o objetivo de dar continuidade à apuração de atos de improbidade administrativa envolvendo o atual Prefeito de Redenção do Gurgueia/PI, Secretários Municipais, servidores, empresários e advogados, que supostamente consistem na prática de atos de fraude de licitação, cartel, peculato, associação criminosa e lavagem de dinheiro, em prejuízo ao erário público.
 
O Ministério Público do Estado do Piauí e o GAECO constataram a existência de fortes indícios de fraude em licitação, com superfaturamento de preço, emissão de notas fiscais, utilização de empresas de fachadas e lavagem de capitais.


Ao todo foram cumpridos 8 mandados de prisão preventiva, 8 mandados de prisão temporária, 3 mandados de condução coercitiva e 11 mandados de busca e apreensão.
Nucom/PRF 191

Piauí registra primeiro caso de feminicídio entre filha e mãe na cidade de Cocal

Após o aprofundamento nas investigações sobre a morte de uma mulher ocorrida no final de 2015, a delegacia de Cocal, a 226 km de Teresina, pode ter desvendado o primeiro caso de feminicídio no Piauí no qual uma mulher é indiciada. E mais: uma filha acusada de matar a mãe após vários meses em que a vítima, doente, teria sido torturada. 

O caso teve repercussão na imprensa no final do ano passado quando a Polícia Civil interrompeu o velório de Francisca da Silva Carvalho, de 69 anos, e deteve a sua filha, Maria de Fátima Carvalho, de 43 anos. Na época, ela havia sido denunciada por supostas agressões. O corpo da idosa foi encaminhado para o IML de Teresina para exames cadavéricos, que teriam comprovado o crime, segundo a polícia.
De acordo com a delegada Daniela Dinali, a suspeita na época negou o crime e acabou sendo liberada por falta de provas. Entretanto, com o resultado do laudo cadavérico complementar, ficou comprovado que a vítima havia sido assassinada. “Ela vinha sendo agredida e no dia que faleceu, tinha hematomas com coloração diferente no rosto. Na noite da última surra, enquanto batia, ela falava ‘porque você não morre logo’, e chegou a jogar cadeira de rodas em cima dela, ficar sobre ela e esfregar o rosto no chão e uma pessoa interviu”, declara a delegada.
 
Com as provas reforçadas pelo exame cadavérico e diversos depoimentos de familiares e vizinhos no quais confirmam as agressões da filha contra a mãe, foi feito um pedido de prisão preventiva e Maria Francisca foi presa nesta quarta-feira (13). “O laudo comprovou a materialidade de crime de homicídio e com os depoimentos ficou claro o [crime de] feminicídio. A própria autora disse em depoimento que queria que [a mãe] morresse porque ela a aperreava. 12 testemunhas disseram que ela espancava sempre a mãe”, relata Dinali, destacando que a mulher será indiciada por homicídio qualificado com quatro qualificadores: motivo torpe, feminicídio, meio insidioso e cruel, e pelo fato da mãe ser uma senhora vulnerável e não tinha como reagir.
A delegada relata que esse foi o primeiro caso de feminicídio no Piauí no qual tem uma mulher como suspeita e ainda com a vítima sendo mãe.
Diego Iglesias
Redacao@cidadeverde.com

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Delegação olímpica brasileira é recebida no Palácio do Planalto

A pouco mais de 20 dias da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, no Maracanã, 58 atletas da equipe brasileira participaram de encontro no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (13.7), com o presidente em exercício, Michel Temer. Ao todo, a delegação que competirá no Rio de Janeiro já tem 460 nomes confirmados – número que ultrapassa em muito o recorde de até então, registrado na edição de Pequim 2008, com 277 brasileiros.
Brasília - DF, 13/07/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante cerimônia de apresentação da Delegação de Atletas Olímpicos. Foto: Beto Barata/PR
Brasília – DF, 13/07/2016. Presidente em Exercício Michel Temer durante cerimônia de apresentação da Delegação de Atletas Olímpicos. Foto: Beto Barata/PR
“Além do empenho, vamos pedir um esforço e uma concentração absoluta, porque para nós é um grande momento do Brasil, um momento em que cinco bilhões de pessoas vão assistir aos Jogos Olímpicos, mas na verdade estarão vendo o Brasil”, afirmou Temer. “É um momento de confraternização universal. O esporte é um meio de integrar pessoas e de fazê-las amigas, fraternas, que é o que estamos fazendo no Brasil. Quando os senhores puderem ostentar as medalhas, estaremos revelando o Brasil ao mundo, e revelando um Brasil onde a democracia é estável, onde as coisas estão caminhando bem, onde as instituições funcionam. Os senhores serão, por assim dizer, os embaixadores do nosso país”.
O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, destacou a preparação histórica, com investimentos em instalações, equipamentos e na preparação dos atletas. “O Brasil se preparou como nunca para este ciclo olímpico. Foi o maior investimento já feito pelo governo federal e pelo Ministério do Esporte em todas as edições dos Jogos”, ressalta. “Sem dúvida essa será a melhor participação do Brasil nas edições dos Jogos. E esperamos que nos próximos ciclos possamos investir ainda mais e ter melhores resultados.”
O diretor executivo de esportes do Comitê Olímpico do Brasil, Marcus Vinícius Freire, endossou o argumento de que a preparação nacional subiu de patamar. “São quatro anos de parceria com o Ministério do Esporte, da Defesa, Marinha, Exército e Aeronáutica, Ciência e Tecnologia, confederações e patrocinadores. Tivemos o maior investimento da história e estamos com um mapa estratégico traçado desde 2009 para chegar ao top 10”, afirma. “Não é uma meta fácil, mas é factível e vamos contar com os 460 atletas do Brasil para chegar lá”, acrescenta.
A primeira disputa do Brasil nos Jogos Olímpicos será em 3 de agosto, a partir das 16h, no Engenhão, em partida do futebol feminino com a seleção chinesa. No dia seguinte, a seleção olímpica masculina enfrenta a África do Sul, no Mané Garrincha, em Brasília. Já no dia 5 de agosto será realizada a abertura oficial das Olimpíadas, no Maracanã.
Uma atleta que não estará no desfile das delegações é a campeã olímpica Sarah Menezes. Como a judoca defenderá seu título no dia 6, será poupada da celebração inicial. “Já estou vivenciando os Jogos Olímpicos, morando bem próximo de onde vai ser a competição, fazendo toda a preparação no Rio, no Maria Lenk, toda a parte tática, técnica, física e psicológica”, explica a judoca, nascida em Teresina (PI).
“Recentemente voltamos do último treinamento de campo, que foi de extrema importância para o judô feminino, na Espanha. Estamos fazendo a ultima concentração na Bahia, e no dia 24 vamos estar concentrados em Mangaratiba, já para os Jogos Rio 2016. No dia 4 entramos na Vila Olímpica”, conta. “A expectativa é excelente. Estou me sentindo preparada e forte. Tenho capacidade de estar mais uma vez no pódio”, destaca.
A abertura oficial da Vila Olímpica está programada para o próximo dia 24, quando a delegação brasileira começará a ocupar os 18 andares do prédio de número 30, todo destinado aos anfitriões. São 72 apartamentos de 213m², com quatro quartos duplos e um individual, todos com suíte. A estrutura do prédio conta ainda com um mezanino com área de convivência para os atletas, equipada com televisores, videogames e jogos, além de 60 bicicletas. A cerimônia de boas vindas à delegação brasileira na Vila será realizada no dia 31 de julho, às 11h30.
05 de Julho de 2016 - Delegação de Atletas Olímpicos no Palácio do Planalto.. Foto: Roberto Castro/ME
05 de Julho de 2016 – Sarah Menezes com a delegação de Atletas Olímpicos no Palácio do Planalto.. Foto: Roberto Castro/ME
Frio na barriga
Novato na seleção olímpica, o judoca Alex Pombo conta que tem conseguido lidar com a expectativa da reta final. “Dá um friozinho na barriga quando paro para pensar, mas a gente procura manter os pés no chão e focar no treinamento, pensar um dia de cada vez para a ansiedade não ficar grande”, conta. “A seleção masculina está se preparando da melhor forma, com todo mundo focado, então acredito que estamos evoluindo bastante. Esse período grande de preparação dá uma força maior para podermos chegar fortes nos Jogos Olímpicos”, aponta o representante da categoria leve (-73kg).
Para a capitã da seleção feminina de rúgbi, Paula Ishibashi, não é possível combater a ansiedade por completo, mas sim usá-la a favor da equipe. “Eu costumo dizer que a gente usa isso como preparação porque a pressão a gente já teve durante esses anos. A gente tem que levar como energia positiva, não como peso”, acredita. “A gente tinha no nosso CT uma contagem regressiva. Até outro dia faltavam 300 dias, de repente começou a ficar nas dezenas, então está chegando de verdade. Saiu a convocação oficial na sexta passada e a chave, tudo de uma vez, mas gente sabe o que tem de fazer. Estamos treinando e o resto é resolver em campo e aproveitar o momento”, comenta.
A equipe segue em treinamento em São José dos Campos, com grama natural, até a próxima semana, quando ainda disputa os últimos amistosos. “A gente tinha feito a parte física bem intensa e agora estamos focando na parte técnica e tática. Depois temos uns três ou quatro dias de folga e vamos para o Rio”, conta. “Queremos sair no top 8 para poder brigar lá na frente nos outros dias”, espera.
Na preparação final para as competições, o Brasil contará com estruturas exclusivas que funcionarão como base de treinamento. O Centro de Capacitação Física do Exército, na Urca, por exemplo, receberá atletas de boxe, lutas, handebol, vela, vôlei de praia, taekwondo e tiro com arco. Na Escola Naval, treinarão o nado sincronizado, o polo aquático e o tiro esportivo. O vôlei e a esgrima ficarão concentrados em colégios (CEC, na Barra Tijuca, e QI, no Riocentro, respectivamente), enquanto o judô seguirá para Mangaratiba antes de entrar na Vila Olímpica.
“Estamos concentrados agora em Salvador. A gente volta no dia 20 para o Rio de Janeiro, finaliza o treinamento na Escola Naval, e no dia 1º a gente entra na Vila já a ponto de bala para competir”, explica Lara Teixeira, da equipe de nado sincronizado. “Estamos com uma expectativa muito boa em relação às finais olímpicas, tanto na prova de duetos quanto na equipe. Óbvio que a gente busca medalha, mas a gente está fazendo uma estimativa de entrar no Top 6 do mundo. Como é a primeira vez que a equipe compete em Olimpíada, esse já seria um resultado histórico para a gente”, acredita.
Em sua terceira participação olímpica, Lara acredita que o Brasil chega mais preparado do que nunca para a edição carioca do evento. “Eu vi uma grande diferença entre a minha preparação para Pequim e para o Rio 2016. A gente teve um ganho enorme e as instalações estão de primeira qualidade, a gente não tem nada a reclamar. Acho que vai ser uma brilhante competição”, aposta, sem esconder a ansiedade. “Eu não aguento mais treinar, quero competir. Estamos animadas para chegar à Vila, ver os competidores, o Maria Lenk com a cara dos Jogos, o clima olímpico”, afirma.
Cidadeverde.com

Governo autoriza retomada da duplicação das BRs 316 e 343

As obras de duplicação da BR 316, com saída de Teresina ao Sul do estado, e da BR 343, que liga a capital ao litoral, terão os serviços reiniciados a partir da próxima sexta-feira (15). O governador Wellington Dias autorizou, nesta terça-feira (12), em reunião com o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí, José Dias, o reinício das obras de duplicação das rodovias.
“Autorizei a gente dar as condições de início das obras de retomada das duas BRs a 316 e a 343”, ressalta o governador Wellington Dias.
O reinício das obras só foi possível após o Governo do Estado, por meio DER, ter refeito a readequação do projeto das obras e encaminhado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), agora, as empresas responsáveis darão início à nova etapa das obras.
De acordo com o diretor-geral do DER, José Dias, a retomada foi viabilizado após a aplicação de um aditivo entre Governo do Estado e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que, por meio destes novos ajustes, os serviços sejam retomados sem prejuízos na estrutura existente no local.
As obras de duplicações das BRs 316 e 343 estão entre as prioridade do DER desde setembro de 2015 e, após várias reuniões com membros das secretaria de Estado de Governo, de Planejamento, da Superintendência do Dnit no Piauí e com o próprio governador Wellington Dias, a diretoria-geral do DER obteve uma resposta concreta para a retomadas das obras.
Elevado da Miguel Rosa
O governador Wellington Dias anunciou, na reunião desta terça-feira (12), que as obras do elevado da avenida Miguel Rosa também serão retomadas. A obra será realizada na rotatória da Tabuleta, zona Sul de Teresina.
“Hoje foi dada solução que permite a retomada das obras do elevado da Avenida Miguel Rosa, na Tabuleta, ali na saída de Teresina, ou seja, na altura do balão da Tabuleta nós vamos ter as condições de mobilidade urbana bem melhor nesse novo projeto que vem desde a parceria com o governo da presidenta Dilma”, informa o chefe do executivo estadual.
Ao todo, o elevado da Miguel Rosa terá 340 metros e faz parte das intervenções para reduzir os engarrafamentos no trânsito da capital. "É uma solução para o trânsito da região. Será construído o elevado, que é uma espécie de ponte, a rotatória, que vai ser melhorada, e o viaduto. Serão três vias nesse ponto e ela se casa com o projeto do alargamento das BR 316 e BR 343", comenta Wellington Dias.
Cidadeverde.com

terça-feira, 12 de julho de 2016

Mulher é levado ao hospital após colisão entre moto e carro em cruzamento perigoso


Uma colisão entre um carro e uma moto deixou um casal feridos na tarde desta terça feira (12/07) no cruzamento perigoso da Av. Dr. João Silva Filho com a rua Cândido Oliveira entre o bairro Piauí e o Conjunto Betânia.
O casal na moto seguia sentido centro quando tiveram sua preferência tomada por um carro que seguia sentido contrário e dobrou na rua Cândido Oliveira atingindo a moto. A mulher teve que receber atendimento médico do SAMU e foi levado ao hospital, enquanto o piloto permaneceu no local mesmo com escoriações pelo corpo.

Uma guarnição da Polícia Militar estava no local juntamente com os condutores dos veículos aguardando o PPTran (Pelotão de Policiamento de Trânsito) para realizar procedimentos necessários.
Por: Denílson Freitas para o Blog do Pessoa e Veja PHB

Polícia prende suspeito de cometer 10 homicídios em Teresina

Policiais da Delegacia de Homicídios prenderam na manhã desta terça-feira (12) Thiago Leite Ribeiro de Sousa, 20 anos, conhecido pelo apelido “cara de pão”. De acordo com levantamento da polícia, o preso é suspeito de cometer pelo menos  dez assassinatos na região Sudeste de Teresina.
Segundo o coordenador da Delegacia de Homicídios, o delegado Francisco Costa, o Baretta, o último homicídio praticado por Thiago teria sido o de Braynando Ferreira Alves. O crime ocorreu no dia 19 de maio deste ano, no bairro São Sebastião, localizado na zona Sudeste.
No momento da prisão, Thiago Leite tentou empreender fuga e invadiu a residência de uma moradora da região do Parque Itararé. A prisão do “cara de pão” é preventiva e o seu possível envolvimentos nos homicídios será investigado. "Ele pulou dois muros e fizemos uma perseguição para prendê-lo", conta o delegado Baretta.
A polícia desconfia que Thiago Leite também teria sido parceiro de crime de Synayl Fernandes, que foi assassinado no último domingo (10), em uma pizzaria da região do Grande Dirceu. Os dois são suspeitos de participar da gangue R2, que é conhecida por reunir autores de diversos crimes praticados na zona Sudeste da capital.
Izabella Pimentel (especial para o cidadeverde.com)

Bebê esfaqueada durante briga no PI sai do coma e responde a estímulos

Hospital Infantil Lucídio Portela tem gerador com apenas seis meses de uso, mas que não funciona (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Hospital Infantil Lucídio Portela (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
A bebê de um ano e oito meses, esfaqueada por um lavador de carros durante briga, saiu do coma e já responde a estímulos. Segundo o avó da criança, que preferiu não ser identificado, há dois dias a neta já abre os olhos, move os braços e tentou falar por alguns momentos.
"Ela mexe os braços, as mãos e tenta tirar o aparelho do rosto. Em alguns momentos a minha neta fica olhando pra gente e demonstra querer falar, mas logo sente muita dor e é sedada pelos médicos. Apesar das limitações, a equipe médica avalia como um grande avanço a reação dela", comentou.
O avó contou que no último boletim médico, divulgado na segunda-feira (11), o estado da criança continuava grave, mas estável. A criança permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Infantil Lucídio Portela. Ela chegou a perder 1,5 metro de intestino delgado, além de ter o diafragma perfurado.
De acordo com a Polícia Militar, a menina estava no colo do pai quando aconteceu uma discussão entre ele e um lavador de carros no bairro Matinha, Zona Norte de Teresina, na manhã do sábado (9). Após a briga agressor foi até o supermercado, comprou uma faca e ao encontrar novamente com o seu desafeto esfaqueou ele e a filha.
Policiais militares e civis continuam em diligência na tentativa de prender o suspeito, que encontra-se foragido.
Pai de bebê esfaqueada mostra facada que levou de agressor (Foto: Catarina Costa/G1 PI)Pai de bebê esfaqueada mostra facada que levou
de agressor (Foto: Catarina Costa/G1 PI)
'Não usei minha filha como escudo'
“Não usei minha filha como escudo. Jamais faria qualquer mal para minha bonequinha, sou capaz de tudo por ela”. A declaração é do pai da bebê de um ano e oito meses esfaqueadapor um lavador de carros durante uma briga no sábado (9), na Zona Norte de Teresina. A menina estava no colo do pai quando houve a discussão. Ele foi ferido no tórax e a filha no abdômen.
Em entrevista ao G1, o pai disse que conhecia o agressor do ponto de lavagem de carro onde trabalhou. Ele negou ter dito antes qualquer problema com o suspeito.
O pai registrou o boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) ainda no sábado. Desde lá, ele lutou para conseguir a vaga para a filha em uma UTI. Após ser internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), a menina conseguiu transferência para o Hospital Infantil somente no domingo (10) à tarde.
G1

Farol apagado em estrada gerou 12 mil multas em 4 dias, diz PRF

60 multas já foram aplicadas por farol apagado em rodovias do Maranhão (Foto: Reprodução/TV Mirante)Cerca de 3 mil multas foram aplicadas por dia em média desde sexta-feira (Foto: Reprodução/TV Mirante)
De sexta-feira (8) a segunda-feira (11), cerca de 3 mil condutores foram multados em média por dia, em um total de aproximadamente 12 mil em 4 dias, por rodarem com os faróis baixos apagados durante o dia em rodovias federais, segundo dados preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgados nesta terça-feira (12).
Desde sexta, é obrigatório andar com os faróis baixos acesos, mesmo durante o dia, em estradas.
O descumprimento é considerado infração média, com 4 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,13, que passará para R$ 130,16 em novembro próximo.
De acordo com a PRF, o número médio é preliminar, já que as infrações têm um prazo de até 5 dias para serem lançadas no sistema e são fechadas após 30 dias.
"Esse número tender a cair com o passar dos dias já que temos dado enfâse ao trabalho educativo e os condutores irem se acostumando com o cumprimento desta nova lei, ao perceberem que a visibilidade aumenta sua própria segurança", afirmou a polícia em nota.
Veja abaixo perguntas e respostas sobre a nova lei do farol baixo.
1) Tem que ligar o farol de dia na estrada e na cidade?
A lei só fala em rodovias. Fora das estradas, o farol baixo é exigido para todos os veículos somente à noite e em túneis com iluminação pública -nos que não têm iluminação deve-se usar luz alta. A exceção são as motos, que precisam circular com a luz acesa o tempo todo e em todos os lugares.
2) Qual a diferença entre farol baixo e lanterna?
Veja diferença entre farol baixo, exigido agora de dia nas estradas, e a lanterna (Foto: Divulgação)Veja diferença entre farol baixo, exigido agora de dia nas estradas, e a lanterna (Foto: Divulgação)
O farol baixo é o que as pessoas normalmente chamam de farol, até então, usado à noite.
Mais fraca, a lanterna ou luz de posição deve ser acionada em duas situações, segundo o Detran-SP:
1) à noite, somente quando o carro estiver parado para embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de mercadorias;
2) de dia, sob chuva forte, neblina ou cerração (nessas condições também pode ser usado o farol baixo).
Há ainda o farol alto, que só deve ser usado em locais onde não há nenhuma iluminação e, ainda assim, precisa ser desativado quando outro veículo vier no sentido contrário.
3) Vale farol de neblina/milha?
Luz diurna de LED será aceita como farol baixo (Foto: Divulgação)Luz diurna de LED será aceita como farol baixo (Foto: Divulgação)
O farol de neblina não é aceito como farol baixo. Ele só deve ser usado quando há neblina, chuva forte ou nuvens de poeira, diz o Código de Trânsito Brasileiro.
A lei que exige o farol baixo de dia nas estradas só abriu exceção para a luz diurna de LED , aquela faixa de lâmpadas que alguns carros mais novos têm. Ela poderá ser usada nas estradas, de dia, em vez do farol baixo. À noite, não.
4) Qual a utilidade de usar farol baixo durante o dia?
Segundo o Contran, "o sistema de iluminação é elemento integrante da segurança ativa dos veículos; as cores e as formas dos veículos modernos contribuem para mascará-los no meio ambiente, dificultando a sua visualização a uma distância efetivamente segura para qualquer ação preventiva, mesmo em condições de boa luminosidade".
Ou seja, a obrigatoriedade do farol baixo em estradas, mesmo que durante o dia, ajuda os motoristas a identificar outros veículos na via.
5) Em rodovia que corta cidades também precisa ligar o farol?
Sim. O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) diz que a medida será válida para qualquer tipo de rodovia, incluindo as que passam por trechos urbanos.
G1

Mais de 20 mil vagas tem inscrições abertas em concursos

A semana começou bem para os concurseiros. Mais de 120 concursos públicos estão com as inscrições abertas para 21 mil oportunidades. Os salários chegam a R$ 22.213,44, remuneração oferecida para promotores do Ministério Público do Rio Grande do Sul. São oferecidas 15 vagas para formados em direito. A aplicação da prova preambular está prevista para 23 de outubro, em Porto Alegre. As inscrições vão até 28 de julho. Confira abaixo outras seleções abertas em destaque.
 
Funpresp-Jud 
A Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário (Funpresp-Jud) oferece 14 vagas e cadastro reserva de nível superior. O concurso que é organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), abriu oportunidades para mais de dez carreiras, com salários que variam de R$ 4.303 a R$ 5.818. Interessados em concorrer devem se inscrever até 31 de julho. 
IBGE 
Quem quiser concorrer as 7.500 oportunidades, de preenchimento imediato, abertas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pode se inscrever pelo site da Fundação Cesgranrio até 19 de julho. São chances temporárias para o cargo de agente de pesquisa e mapeamento, que vão atuar em 550 municípios de todos o país e no Distrito Federal para realização de pesquisas econômicas e demográficas. Podem concorrer candidatos com nível médio de formação escolar. 
Tribunal de Contas do Paraná 
De acordo com o regulamento da seleção, divulgado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), são 12 vagas de preenchimento imediato para o cargo de analista do controle, que oferece salário de R$ 16.326,43. Podem concorrer concurseiros formados em nove áreas de nível superior: administração, arquitetura, ciências atuariais, comunicação social, ciências contábeis, engenharia (civil e elétrica), tecnologia da informação e direito. As inscrições custam R$ 160 e podem ser feitas até 21 de julho. 
CRA/GO 
O Conselho Regional de Administração de Goiás está com inscrições abertas para todos os níveis de escolaridade. São disponibilizadas 280 vagas para os cargos de auxiliar de serviços gerais, copeiro, assistente administrativo, motorista, administrador, analista administrativo e fiscal. Os salários variam entre R$ 997,53 e R$ 4.500, além benefícios como auxílio alimentação (R$ 450). Para participar, o candidato deve fazer até 8 de agosto. O valor das taxas varia de R$ 27 a R$ 65. 
Fiocruz 
A Fiocruz está com as inscrições abertas para dois concursos públicos até 8 de agosto. São 21 oportunidades imediatas de nível médio para assistentes técnicos de gestão em saúde, com lotação no Rio de Janeiro (14), Manaus (2), Belo Horizonte (1), Brasília (1), Curitiba (1), Recife (1) e Salvador (1). Os salários chegam a R$ 7.094,81. E o segundo abriu 10 vagas especialistas em ciência, tecnologia, produção e inovação em saúde pública. Nesse caso, o vencimento básico do cargo é de R$ 8.022,79, mas pode chegar a R$ 16.409 com gratificações. 
PMPB 
Quem sonha em ser policial militar pode concorrer as 30 vagas do novo concurso da Polícia Militar da Paraíba (PMPB). As chances são de nível médio para formação de oficiais. Do total, 25 vagas serão destinadas a homens e cinco, a mulheres. Segundo o edital, serão considerados habilitados os candidatos aprovados até quatro vezes o número de vagas ofertadas. As inscrições para o concurso foram divididas em dois momentos. Os requisitos para participar incluem que os homens tenham altura mínima de 1,65m e as mulheres de 1,60m. Ambos ainda precisam ter idade mínima de 18 anos e máxima de 30 anos, até 31 de dezembro de 2017.
Fonte: Cidadeverde.com

segunda-feira, 11 de julho de 2016

"Flanelinha" é espancado e sofre perfuração no pescoço, provocado por pedaço de madeira

Um homem de identidade ainda não revelada foi gravemente ferido com perfuração no pescoço feito por um pedaço de madeira usada como arma. As pessoas que encontraram a vítima agonizando na calçada ao lado do Parnaíba Shopping na rua Carlito Cassimiro Feijão, disseram à polícia que a vítima é flanelinha e não viram se uma ou mais pessoas o agrediram.
Atenderam a ocorrência uma guarnição da Polícia Militar formada pelo Cabo Chaga e os soldados Luís Costa e Tácio como motorista. Os militares buscaram informações, mas como a rua é pouco movimentada, ninguém soube repassar informações que leve ao criminoso ou criminosos.

O SAMU envio uma ambulância para socorrer a vítima que estava com quadro delicado e foi encaminhada ao hospital Dirceu Arcoverde. Ele perdeu muito sangue e segundo os policiais militares o furo provocado pela madeira é profundo.
Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

Carro derruba fios, quebra poste e bairro sem energia em Parnaíba

Um acidente ocorrido por volta das 18 horas deste domingo (10), na Rua Pedro I no bairro Bebedouro, quase terminou em tragédia. O motorista de um Fiat/strada perdeu o controle do veiculo e colidiu com um poste da Eletrobras.  
De acordo com informações, o veículo antes de colidir com o poste ainda bateu em um carrinho de um vendedor de garrafas que seguia no mesmo sentido da via. Depois que colidiu com o poste de energia elétrica que quebrou os fios de alta tensão ficaram espalhados no local, o trânsito foi interditado e uma parte do bairro ficou sem energia.
No momento da colisão, o motorista estava com uma passageira dentro do veículo. O condutor fugiu do local. A Polícia Militar foi acionada juntamente com o policiamento de trânsito que após a perícia o carro foi rebocado para o pátio do DETRAN.

Governo do PI ignora Justiça e continua subconcessão da Agespisa

Empresa diz que não tem comoo abrir mão dos tercerizados (Foto: Gustavo Almeida/G1)

Briga jurídica por subconcessão da Agespisa segue entre sindicato e governo do Piauí (Foto: Gustavo Almeida/G1)
Mesmo com uma liminar da Justiça do Trabalho determinando a suspensão do processo licitatório de subconcessão da Agespisa, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) orientou nesta sexta-feira (8) a Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) a dar prosseguimento ao certame que vai delegar o abastecimento de água de Teresina para uma empresa pelos próximos 30 anos.
O argumento do governo do Piauí é que a Justiça trabalhista não tem competência para se manifestar sobre a subconcessão. O juiz Adriano Craveiro Neves, do Tribunal Regional do Trabalho da 22º Região, determinou nessa quinta-feira (8) a suspensão da licitação pela segunda vez. Na primeira, o governo conseguiu reverter.


O projeto de subconcessão dos serviços de abastecimento de água e saneamento em Teresina prevê um investimento da iniciativa privada na ordem de R$ 1,7 bilhão pelos próximos 30 anos.



Por ser a segunda vez que o mesmo magistrado profere essa decisão, a PGE afirmou que vai entrar com uma representação no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) contra o juiz.



No texto da decisão dessa quinta-feira, o juiz Adriano Craveiro refutou os argumentos do governo do estado. “É cediço (público, conhecido) que a competência material e definida pela causa de pedir e pelo pedido. No caso, a causa de pedir diz respeito  a suposta terceirização de atividade-fim da empresa Agespisa, cujos empregados são celetistas. Dessa forma, é inegável a competência material da Justiça do Trabalho”, escreveu.



A liminar foi concedida a pedido do Sindicato dos Urbanitários, que se posiciona contra o processo de subconcessão. Para o diretor de comunicação da entidade, Cláudio Fontenelle, o processo de licitação é arbitrário, pois não conta com a participação dos servidores e população, mas sim a portas fechadas.



"É algo que nem deveria estar acontecendo depois de tantas decisões judiciais que derrubaram a subconcessão. Vamos continuar lutando para impedir a privatização da empresa, nem que seja preciso o uso da força", comentou Cláudio.



Processo foi suspenso várias vezes

Em maio, o juiz do trabalho Adriano Craveiro Neves, do Tribunal Regional do Trabalho, determinou a suspensão imediata do processo licitatório para subconcessão da Agespisa. O juiz fixou multa diária de R$ 5 mil, caso o governo do estado não cumpra a decisão. Esta foi a terceira liminar contra a companhia de água.

Em março, o juiz federal Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 5ª vara da Justiça Federal, também mandou suspender a subconcessão da Agespisa. No mês de fevereiro, uma liminar foi concedida pelo juiz Anderson Antônio Brito, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Teresina, contra a terceirização da empresa.
G1