quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Praia no Litoral do Piauí fica castigada com lixo após a folia de Carnaval

Sujeira toma conta de praia no Litoral do Piauí, após Carnaval (Foto: Ellyo Teixeira/G1)Sujeira toma conta de praia no Litoral do Piauí, após Carnaval (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
As lixeiras espalhadas pela orla da Praia de Macapá, em Luís Correia, Litoral do Piauí, não foram suficientes para evitar que os banhistas e foliões jogassem lixo na praia. O resultado disso nesta quarta-feira de cinzas (10) foi um cenário assustador, de muito lixo deixado após as festividades de carnaval.


Foram jogadas nas areias e água, toneladas de resíduos de um público, estimado pela Superintendência de Cultura de Parnaíba, de pelo menos 45 mil de pessoas por dia. Banhistas chegaram a alegar a localização das lixeiras, um motivo nada justificável.

Sujeira pode ser encontrada em diversos pontos das praias do Litoral (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Sujeira pode ser encontrada em diversos pontos
das praias do Litoral (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Turistas na Praia de Atalaia, em Luis Correia (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Banhistas lotam praia de Atalaia, em Luís Correia
(Foto: Ellyo Teixeira/G1)
"A lixeira está muito longe. Os garis vão recolher daqui a pouco, então jogo aqui mesmo. Não tem problema", afirmou um banhista que preferiu não se identificar.


De acordo com o gari Alfredo José, de 38 anos, que trabalha todos os anos na limpeza em um trecho da praia de Macapá, este é o ano mais sujo que ele observou após a folia. Na areia, as pessoas pareciam não se importar em dividir o mesmo espaço com a sujeira.



Ao fim da tarde de terça-feira (9) a maré avançava e o lixo era levado pela água. Dentro do mar, a reportagem do G1 observou diversas garrafas, latas e muito coco.



Segundo a proprietária de quiosque Chica Izaura, foram espalhadas diversas lixeiras no local. Ela contou ainda que os funcionários também realizavam trabalho de recolhimento do lixo, mas mesmo assim ela conta que existiam turistas que não seguiam a regra e jogavam resíduos nas areias e águas da praia.



"Claro que existem aquelas pessoas que são educadas, na sua maioria elas respeitam, mas existem também aqueles que não têm educação nenhuma e jogam tudo em qualquer lugar. Isso é muita irresponsabilidade e falta de respeito", disse a comerciante.



Izaura pediu ainda mais colaboração do público, porque para ela, as pessoas devem pensar num planeta mais sustentável. "É preciso que cada um faça a sua parte. A população tem que colaborar com o descarte de detritos de forma correta, para termos uma praia mais limpa no fim da festa", relatou a mulher.



Uma moradora da região ainda chegou a pedir que a reportagem do G1 não registrasse a sujeira da praia para que a imagem do local não fosse prejudicada. Ela se mostrou indignada com a sujeira e contou ainda que a cidade não merecia ser tratada de tal maneira.



G1 procurou o órgão responsável pela limpeza das praias e até a publicação desta reportagem ninguém foi encontrado para comentar o caso.

Homem é morto com facada no peito e a polícia prende o autor do crime

Discussão entre conhecidos encerra em assassinato por golpe de faca. O homicídio aconteceu às 22h15 de quarta-feira (10/02) na Praça Arimatéia Carvalho, no conjunto Joaz Souza, Bairro São Vicente de Paula, em Parnaíba. A lesão teve como vítima fatal Cândido Gomes de Araújo, 27 anos, conhecido “Candinho” e o acusado foi identificado como Walleson Carlos Rodrigues de Oliveira, 25 anos, ambos moradores do conjunto.
Perícia Criminal
Segundo o subtenente da Polícia Militar Muniz Leal, oficial do Comando de Policiamento da Área (CPA), sua guarnição fez um patrulhamento na conhecida Praça do Joaz Souza e poucos minutos depois soube de uma pessoa esfaqueada. Policias da Força Tática, e o próprio oficial CPA, ao chegaram ao local já se depararam com a vítima sem vida e deitada em cima de um banco da praça.
cadinho
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) averiguou o corpo e constatou a morte. Uma testemunha, que não quis se identificar, disse que estava com um amigo em um bar na praça e viu o ocorrido. Disse que Cândido Araújo estava empurrando uma bicicleta quando foi iniciada uma discussão com Walleson Oliveira. Com o agravo das discussões Walleson teria pegado uma faca e golpeou Cândido. A perfuração foi acima do peito esquerdo. Segundo a Perícia Criminal, a perfuração atingiu o pulmão e houve um afogamento da vítima com o próprio sangue.
Ainda, segundo a testemunha, Cândido Araújo andava inquieto e perdia sangue, quando foi para o banco e se deitou. A testemunha disse que foi socorrer a vítima, que instantes depois morreu. A Perícia Criminal registrou o ocorrido e o corpo foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML). A Polícia Militar foi até o endereço dos familiares do acusado, mas este já se encontrava foragido.
Um trabalho conjunto foi iniciado para encontrar o acusado. Uma guarnição da Força Tática, comandada pelo sargento Paulo Roberto; outra guarnição comandada pelo sargento Marcos Antônio; e uma terceira, comandada pelo subtenente Muniz Leal, se articularam no sentido de capturar Walleson Oliveira. Segundo o sargento Marcos, Walleson foi visto por volta das 03h30 na Avenida José de Moraes Correia, Bairro Santa Luzia. Os policiais fizeram a abordagem, sem que o acusado reagisse foi preso e conduzido para a Central de Flagrantes.
Walleson Oliveira
Segundo o subtenente Muniz Leal, Walleson confessou a autoria do crime. Na Central de Flagrantes alegou que agiu para se defender, que não estava com faca e que foi Cândido quem se feriu sozinho. Afirmou ainda que já foi preso por furto e violência doméstica.  A faca utilizada no crime foi não foi apreendida.
bicicletacadinho morto
      conduzido
Por Daniel Santos

Em Parnaíba jovens vão as ruas evangelizar no ferido de carnaval

Nesta última terça feira (09/02) ferido de carnaval, alguns jovens da Igreja Evangélica Congregacional Bereana fizeram a festa da garotada no evento “Escola Bíblica de Feriado” com o tema arma de Noé.

Na parte da manhã os jovens foram as ruas evangelizar e convidar as crianças para participarem. No período da tarde cerca de 20 jovens se reuniram com as crianças envolvendo brincadeiras, peça teatral e muita interação.


O pastor Euclides Guilherme supervisiona o trabalho evangelístico dos jovens que sempre realizam esse tipo de atividade nos feriados envolvendo as crianças da comunidade.






Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

Veja a quantidade de medicamentos que o governo do PT está deixando faltar aos Brasileiros

Nos postos de saúde e hospitais a falta de medicamentos é constante e pacientes estão sofrendo com a omissão do governo do PT em todo o Brasil, veja as notas a baixo com a quantidade de medicamentos que não foram repassados pelo governo Dilma (PT) desde o ano passado.


A nota a baixo é da secretaria de vigilância em saúde/departamento de vigilância das doenças transmissíveis. Aqui está a resposta para tantas"VIROSES"














Edição: Blog do Pessoa

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Caixas eletrônicos amanhecem sem dinheiro na segunda de carnaval

Na manhã desta segunda feira de Carnaval (08/02), quem precisou sacar dinheiro nas agências do Banco do Brasil em Parnaíba (PI), ficou impossibilitado devido o desabastecimento dos caixas eletrônicos.
Um comunicado na entrada da agência dizia que nos dias 8 e 9 os serviços internos estão interrompidos, mas isso não vale para os caixas eletrônicos. Na quarta feira dia 10/02 os serviços devem voltar ao normal das 11 às 14 horário de Brasília.

Esse episódio é repetido e em outras temporadas já ocorreram, mas a falha já poderia ter sido evitada pela gerência local, tendo em vista que clientes do banco de outras cidades e estados na sua maioria não viajam com dinheiro e por isso precisam do serviço.
Por: Denílson Freitas/Veja PHB

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Movimento na BR-343 é intenso em direção ao litoral do Piauí, diz PRF

O movimento em direção às praias do Litoral do Piauí começou a se intensificar na BR-343, por volta das 5h deste sábado (6). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o trânsito pode ficar lento, principalmente no trecho entre Teresina e a cidade de Altos, ao Norte do estado, onde existem poucos pontos de ultrapassagem.


Ainda de acordo com a PRF, a fiscalização será intensificada durante esse período de carnaval para evitar ultrapassagens em locais proibidos, falta do uso do cinto de segurança, ingestão de álcool e veículos irregulares.
O trânsito na BR-343 fica mais intenso nos trechos urbanos das cidades que são caminho para o litoral do Piauí. Em Campo Maior, Piripiri e Piracuruca, conhecidos pontos de parada para o viajantes, foram registrados pontos de lentidão.
Seguindo as orientações da PRF e em busca de um carnaval animado, um grupo de amigos de Teresina saiu cedo para evitar o congestionamento, mas mesmo assim não conseguiu.
“A movimentação de veículos está intensa e temos que andar devagar e tomando cuidado com as ultrapassagens. Estamos em busca de um carnaval cheio de alegria e durante o dia uma boa praia para curtir”, disse a radialista Amanda Alves.
Para evitar multas e acidentes, o grupo elegeu um motorista da rodada, aquela pessoa que não pode consumir bebidas alcoólicas e não pode passar sono. “Fui o escolhido para o primeiro dia. Tenho que me conformar e esse ainda é o primeiro dia, amanhã é minha vez de brincar e outro fica no meu lugar”, relatou Armando Paulo. 
Lei Seca
Os condutores alcoolizados serão multados e encaminhados à delegacia da Polícia Civil.
Orientações
A PRF orienta os motoristas, que vão viajar durante o carnaval que evitem ingerir bebidas alcoólicas, usar sempre o cinto de segurança e no caso das crianças a cadeira de segurança. Também é importante fazer uma vistoria no veículo antes da viagem. Sair mais cedo para não se desgastar, respeitar as sinalizações e os limites de velocidade.
Com informações do G1. Imagem: Blog do Pessoa

Leitor: Jumentos a solta em Parnaíba

Carlson, vejo que o serviço de correição que consiste na retirada de animais das vias públicas, não funciona corretamente em Parnaíba. quem está a frente deste serviço ou se é que existe alguém, não está fazendo sua parte ou não tem ferramentas para realizar. Ao menos essa é a mal impressão que fica para os parnaibanos, e para o turismo o prejuízo é bem maior.























Edição: Blog do Pessoa