sábado, 28 de novembro de 2015

Acidente envolve carro com moto e deixa três pessoas feridas

Acidente grave ocorreu na tarde deste sábado (28/11) na Av. Princesa Isabel Bairro Nova Parnaíba em Parnaíba (PI). Segundo testemunhas o veículo modelo “Renault Sandero” teria entrado na citada avenida e a motorista de nome “Debora” não notou que tomaria a frente de uma moto modelo “Yamaha Crypton” com duas pessoas.

A moto colidiu em cheio na porta da motorista do carro e todos se feriram. O moto taxista de nome “José Maria” ficou em pior estado e teve atendimento prioritário da equipe do SAMU. Ele parecia inconsciente e apresentava surtos, atrapalhando o trabalho da equipe médica. A segunda equipe do SAMU atendeu a mulher que mesmo estando no carro, ficou ferida e parcialmente presa. O passageiro do moto taxis foi identificado por Antônio de Pádua e também foi socorrido.



Todas as três vítimas foram para o hospital Dirceu Arcoverde com ajuda do SAMU. A Polícia Militar acompanhou o acidente preservando o local. Em seguida uma equipe do PPtran (Pelotão de Policiamento de Trânsito) fez os levantamentos da ocorrência.

Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

Nota Piauiense: Sefaz divulga ganhadores dos maiores prêmios do terceiro sorteio

Foram conhecidos na noite deste sábado (28) os dois ganhadores dos maiores prêmios do terceiro sorteio da Nota Piauiense. Os nomes foram divulgados pela Secretaria de Fazenda (Sefaz) após o resultado da loteria federal, pela qual são definidos os cupons vencedores. 
O maior prêmio, de R$ 50 mil, saiu para José R. Silva. Já o segundo prêmio, no valor de R$ 20 mil, foi para Francisco Gomes da Silva.
Outros trinta prêmios de R$ 1 mil, cem prêmios de R$ 100 e duzendos prêmios de R$ 250 foram sorteados. A lista dos premiados será divulgada na próxima semana e totaliza R$ 200 mil em premiação. 
No dia 9 de dezembro, na Escola Fazendária, será feita a entrega simbólica do prêmio aos ganhadores do terceiro sorteio.
Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Movimento Polícia Legal quer impedir que viaturas irregulares saiam dos quartéis

Policiais Militares e Bombeiros dão início neste sábado (28) ao movimento Polícia Legal, uma ação das associações unidas para impedir que as viaturas irregulares, no que diz respeito a emplacamento e licenciamento, saiam dos quartéis. A medida acontece paralela a operação "Tolerância Zero", que teve início na última quarta-feira (25) e consiste em concentrar o policiamento na Central de Flagrantes de Teresina no período da noite.
"Vamos impedir os PMs saiam dos quartéis se as viaturas estiverem com irregularidades, como o licenciamento atrasado ou extintor vencido, por exemplo. O que vai se cobrar da polícia é o que se cobra do cidadão, o Estado também tem que respeitar as leis", explicou o coronel Carlos Pinho.
Além dos veículos, as associações também vão verificar as munições e coletes vencidos e se os motoristas das viaturas possuem curso de direção em emergência. "Quase nenhum policial militar tem esse curso", denuncia o coronel da PM.
O "Polícia Legal" e a "Tolerância Zero" fazem parte das ações que os policiais militares e bombeiros estão realizando para pressionar o governo pela implantação do risco de vida e da aprovação na Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi) de projeto que beneficie a categoria em pontos que tratam de sua reestruturação e a promoção de policiais.
Lucas Marreiros (Especial para o Cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Governador diz que prisão de Delcídio foi um "choque" e traz dificuldades para PT

O governador Wellington Dias (PT) afirmou que a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT/MS), ontem (25), foi um choque para ele e defendeu uma  necessidade de se examinar melhor a gravação que serviu como prova para a sua detenção. Em entrevista ao site conversaafiada.com.br, do jornalista Paulo Henrique Amorim, o governador ressaltou que é preciso uma urgente reforma política para a manutenção da democracia.

“Primeiro foi um choque para todos nós. Eu convivi com o senador Delcídio, e posso afirmar que é uma pessoa com grande compromisso com o Mato Grosso do Sul e com o Brasil, que no Senado está da forma correta. Então, como pessoa que o conhece eu diria da necessidade de se examinar essa gravação, porque em se confirmando que na gravação é a voz do Delcídio, eu digo que é outro Delcídio do que eu conheci. E é claro, o efeito disso, especialmente em um momento em que ele é senador e líder do partido, contando que cada pessoa responde por seus atos, para o momento do Brasil, não é bom, é algo realmente que traz muitas dificuldades”, declarou Wellington Dias.


Wellington Dias avaliou a posição do PT no momento de crise, com envolvimento de nomes na Lava Jato e em outras denúncias de corrupção, em dois aspectos: “o primeiro é que há um movimento que trabalha pela desmoralização dos partidos, digo: todos eles. Veja que pesquisas apontam que mais da metade da população não acredita em nenhum partido e o outro ponto é a desmoralização dos políticos". 
Quanto ao PT, o governador disse que “quem queira que o PT acabe, isso nunca faltou. Sou da geração que era perigoso andar com uma estrela no peito. Ele deu sua contribuição para a abertura da democracia no Brasil e é claro que o alvo principal é o Partido dos Trabalhadores e a estratégia maior é colocar o Lula na cadeia, isso é claro, não tenho dúvidas, e não é da Lava Jato isoladamente ”.
Enxergando a necessidade de uma reforma política como fator preponderante para a retomada da posição de credibilidade dos políticos, assim como dos partidos, o governador contou que acredita que as siglas com seus representantes não se sustentam no modelo político atual. “Onde o que vale é o indivíduo, onde as campanhas são caríssimas, onde as campanhas são feitas por empresas, dificilmente um partido se sustenta”. Na sua visão, a estabilidade política é o caminho necessário para a estabilidade econômica, para a execução dos projeitos de interesse da população, e só a democracia perde com isso.
Na entrevista o governador observou que parece que as eleições 2014 no Brasil, ainda não acabaram. “Foi para o segundo turno, o terceiro turno, e queira ou não, cerca de 4 milhões brasileiros elegeram a presidente Dilma Rousseff". 


Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Senador vê possível irregularidade em recorde da Mega-Sena que saiu para Brasília

O senador Alvaro Dias (PSDB) anunciou que cobrará explicações da Caixa Econômica Federal sobre uma suposta confusão ocorrida no sorteio do concurso 1764 da Mega-Sena, realizado ontem na cidade paulista de Candido Mota, e que tinha em jogo o maior prêmio da história. Segundo Alvaro, a entidade informou que ninguém acertou as 6 dezenas e o prêmio estaria acumulado para o próximo sábado, fato que já tinha ocorrido por 10 vezes seguidas. No entanto, anunciou em seguida que um único apostador levou o prêmio de mais de R$ 205 milhões, um morador de Brasília (DF).Em nota, o senador disse que "cobrará explicações formais e imediatas" da Caixa e afirmou que o "desencontro de informações alimenta especulações de irregularidades, que devem ser passadas a limpo urgentemente".Alvaro é conhecido por tter feito diversas denúncias envolvendo manipulação de resultados, fraudes e lavagem de dinheiro envolvendo as loterias da Caixa. Ele também apresentou projeto de lei que inibe fraudes e lavagem de dinheiro com prêmios de loterias.
Terra
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Agespisa explica falta de água em Parnaíba e cidades vizinhas

O problema do desabastecimento de água em Parnaíba e cidades vizinhas vêm gerando dor de cabeça e insegurança. Nossa reportagem foi até a gerência da Agesisa saber o que houve e se essa falta de água vai continuar.

Cirilo Albuquerque - Regente da Agespisa em Parnaíba.

"Fomos comunicados nesta terça feira (24/11) por volta das 22 horas que tinha queimado uma bomba na captação de água bruta, essa bomba fica no flutuante, ou seja, fica em um barco ancorado na beira do rio, só que essa bomba pesa mais de mil e duzentos quilos e o acesso para se trabalhar com ela é muito complicado, mas, na manhã da quarta-feira (25/11) solicitamos de Teresina uma equipe com caminhão “mulk” e mais duas bombas novas”. Disse o gerente Cirilo Albuquerque.
Segunda informações colhidas na manhã desta sexta feira (27/11) com a gerência da Agespisa em Parnaíba (PI), o problema do desabastecimento se agravou devido uma falha no sistema elétrico, ocorrido na noite desta quinta feira (26/11) quando era feito a substituição das bombas e isso dificultou ainda mais o trabalho da equipe que hoje pela manhã trabalha no local com cerca de dez homens. “A expectativa é que até o início da noite de hoje o problema tenha sido resolvido e pedimos a sociedade que tenham calma, pois o sistema está desabastecido e requer tempo para que tudo se normalize.

O gerente Cirilo Albuquerque disse ainda que dos vários anos que trabalha na Agespisa de Parnaíba é a primeira vez que ele passa por um período estendido com falta de água e espera compreensão de todos. Disse ainda que a água que chega fraca nas residências é um esforço que a equipe faz para bombear água, visando os estabelecimentos de saúde e locais estratégicos.
Por: Denílson Freitas/Veja PHB

Parnaibanos sofrem com a falta de água pelo terceiro dia, população reclama

Já entramos no terceiro dia sem água e nenhuma explicação foi feita a população por parte da Agespisa ou Governador Wellington Dias. Veja Algumas reclamações nas redes sociais. 


Redação: Veja PHB

Condutor morre após acidente que partiu motocicleta ao meio na BR 402



Um motociclista identificado como Antônio José Barros Pereira, de 28 anos, morreu na noite de ontem quinta-feira (26/11), após sofrer um grave acidente no Km 77 da BR-402, no povoado Camurupim, zona rural de Luís Correia.

Conforme informações, o acidente ocorreu por das 19h30min envolvendo a motocicleta Honda/Titan de cor verde, sem placa, a qual transitava pela BR 402 seguindo em direção ao Estado do Ceará. Com o impacto, a motocicleta se partiu ao meio e o motociclista foi lançado a alguns metros de distância que teve morte imediata.

Ainda não se sabe a causa do acidente, mas familiares relataram para os policiais da PRF que Antônio havia ingerido bebida alcoólica horas antes do acidente. Após a realização da perícia o corpo foi conduzido para o posto avançado do Instituto Médico Legal (IML) em Parnaíba.

Por: Gleitowney Miranda (Whatsapp 9406.6716)
Blog do Pessoa

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Ex-prefeito é condenado por compra de votos e 'promessas' de emprego

A atuação da Promotoria de Justiça Eleitoral de Barras resultou na condenação do ex-prefeito do município, Francisco Marques da Silva, popularmente conhecido como Chico Marques. Foi comprovado na ação penal que o ex-gestor, enquanto prefeito, cometeu crimes de corrupção eleitoral. Chico Marques ofereceu vantagens, dinheiro e permanência ou ingresso no serviço público, em troca de votos e apoio político, nas eleições municipais do ano de 2010.
O Juiz da 06ª Zona Eleitoral converteu a pena privativa de liberdade aplicada em duas penalidades restritivas de direitos. Após o trânsito em julgado da sentença condenatória, os direitos políticos do condenando serão suspensos.
chicomarquesbarras.png
(Redação Teresina)
Blogueiro: Jhone Sousa
Fonte: Com informações do MP
Publicado Por: Getúlio Rodrigues

PARNAÍBA VIOLENTA - Homem é morto a tiros no bairro São vicente de Paula

Um homem identificado como Welson Rodrigues do Nascimento de 35 anos foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (26) no bairro são Vicente de Paula em Parnaíba, o crime aconteceu em um bar na Rua José Mendes Mourão.

Segundo informações, a vitima estaria jogando dama com um amigo quando foi surpreendido por um homem que se aproximou e efetuou os disparos.  De acordo com testemunhas foram ouvidos dois disparos, a vitima foi atingida com tiros na cabeça e morreu ainda no local.
Moradores que estavam próximo ao local informaram para a polícia que o responsável pelo crime fugiu em uma moto vermelha. A polícia ainda não sabe o motivo do crime.




Fonte: Blog do Pessoa

Justiça aceita denúncia contra PM acusado da morte do menino Eduardo

Garoto morreu ao ser atingido por tiro de fuzil em abril deste ano. Inquérito da DH concluiu que o PM agiu em legítima defesa; MP contestou.

Entrevista com José Maria Ferreira de Sousa e Terezinha Maria de Jesus, pais do menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, que morreu ontem após ser baleado durante operação do Batalhão de Choque no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio (Foto: Fábio Gonçalves/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)José Maria Ferreira de Sousa e Terezinha Maria de Jesus, pais do menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, que morreu após ser baleado durante operação do Batalhão de Choque no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio (Foto: Fábio Gonçalves/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)
O Tribunal de Justiça do Rio informou, na tarde desta quarta-feira (25), que aceitou a denúncia do Ministério Público contra o policial militar Rafael de Freitas Monteiro Rodrigues, acusado da morte do menino Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, ocorrida em abril, no Complexo do Alemão, na Zona Norte. O MP contestou o inquérito apresentado pela Divisão de Homicídios (DH) que não indiciou os policiais envolvidos.

Na semana passada, o Ministério Público decidiu denunciar o policial por homicídio com dolo eventual. A prisão do agente não foi solicitada pelo MP na denúncia.
 Em sua decisão, a juíza da 4ª Vara Criminal da Capital, Katylene Collyer Pires de Figueiredo, destaca que o agente admitiu ter feito o disparo e que os argumentos da defesa serão analisados durante a instrução processual.
“Assevere-se que o próprio denunciado admite em sede judicial que efetuou o disparo de arma de fogo, sendo certo que eventual tese defensiva acerca de excludente de ilicitude deve ser analisada após a produção da prova em Juízo, não havendo, por ora, comprovação cabal nesse sentido”, diz.
Em outro trecho da decisão, a juíza justifica o recebimento da denúncia. “As questões pertinentes ao mérito da ação serão analisadas oportunamente quando do julgamento, entretanto há indícios de materialidade e autoria suficientes a autorizar o início da ação penal”, afirma.

G1 tentou entrar em contato com a defesa do policial militar, mas até as 15h20 não conseguiu resposta.
Laudo mostra a dinâmica da morte de Eduardo no Alemão (Foto: Cristina Boeckel / G1)Laudo mostra a dinâmica da morte de Eduardo no Alemão (Foto: Cristina Boeckel / G1)
Mãe do menino comemora
Dona Teresinha de Jesus Maria, mãe de Eduardo, está na cidade de Salamanca, na Espanha, participando de encontros promovidos pela Anistia Internacional. O G1 conversou com ela sobre a decisão da Justiça na tarde desta quarta. Ela disse que está satisfeita com a decisão contra o policial.
"Fiquei muito feliz em saber que o policial não ficaria impune. O inquérito foi concluído e foi dito que ele atirou em legítima defesa. Defesa de que, se meu filho era inocente? Só vou sossegar minha alma quando vir esse policial for julgado e condenado. A morte do meu filho não vai ficar por isso mesmo", disse.
Eduardo foi morto com um tiro de fuzil na cabeça, no dia 2 de abril. A bala saiu da arma de um dos policias que participavam de uma operação para prender traficantes do Conjunto de Favelas do Alemão.
O caso foi investigado pela DH. O delegado Alexandre Herdy Barros Silva concluiu o inquérito e inocentou os dois policiais que atiraram na direção do menino.
Para a DH, os PMs agiram em legítima defesa. Eles reagiram a agressão de marginais ligados ao tráfico e, por erro, um dos disparos atingiu Eduardo.
A Delegacia de Homicídios foi ao local mais de uma vez. Fez perícia e uma reconstituição do crime. Depois de ouvir todos os policiais envolvidos e testemunhas, em setembro, cinco meses depois do crime, a DH concluiu o caso.
Decisão do MP
O promotor Homero das Neves denunciou o policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Alemão, Rafael de Freitas Rodrigues, por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar. A pena máxima para este tipo de crime é de 20 anos. O promotor quer que o caso vá a júri popular.
O promotor disse que encontrou divergências no trabalho da perícia. O relatório de local de homicídio, feito no dia do crime, afirma que não foram apreendidos estojos, cápsulas de bala, ou qualquer outro material que indicasse confronto armado naquele perímetro.
Mas o laudo entregue seis dias depois, no dia 8 de abril, diz que foram encontrados perto do  local três estojos de calibre ponto 40, munição usada em pistola. O perito que assina este laudo faz parte da equipe que ajudou a fazer o relatório, aquele documento que dizia não ter encontrado cápsulas de bala.
G1/Piauí

'Eu acho muito difícil', diz Zé Hamilton sobre sua esposa como vice em PHB

São muitas as especulações em volta das eleições municipais de 2016. Quem serão os candidatos a prefeitos, os vices, quais as possíveis alianças partidárias...
Em Parnaíba, o rumor mais recente é sobre a possibilidade de que a ex-primeira dama Valéria Castelo Branco seja a companheira de chapa do atual prefeito Florentino Neto (PT).
Contudo, o deputado Zé Hamilton (PTB), marido de Valéria e ex-prefeito, diz ser a única pessoa que não tem conhecimento disso. “Eu acho que não. Nós já prestamos serviço, eu acho muito difícil”.
“Mas nada é impossível”, frisou o deputado.

Publicado Por: Ana Paula Soares

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Prefeitos reivindicam lei para regulamentar aplicações de multas do TCE

Uma comissão de prefeitos do Piauí esteve presente na manhã desta terça-feira (24) na presidência da Assembleia Legislativa para solicitar aos deputados que criem uma lei regulamentando as multas aplicadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). De acordo com os gestores, atualmente as multas são aplicadas discricionariamente e por motivos muitas vezes banais, não dando a oportunidade de defesa aos administradores.
Segundo o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Arinaldo Leal, o TCE multa o município mesmo que ele tenha as contas aprovadas. “É uma contradição do Tribunal de Contas aprovar as contas de um gestor e multá-lo porque faltou uma assinatura ou um documento foi mal digitalizado. É isso que está acontecendo. Não há critérios claros para as multas que são aplicadas discricionariamente”, argumentou.
A questão já esta em discussão há quatro meses. A deputada estadual Liziê Coelho (PTB) e o deputado Robert Rios (PDT) se reuniram com representantes do TCE, da APPM, da OAB e CRC (Conselho Regional de Contabilidade), mas não houve consenso.
O presidente da Assembleia, Themistocles Filho (PMDB), garantiu agilidade na análise do caso. “Tentaremos votar uma lei regulamentando a aplicação das multas antes do recesso”, disse.
Os municípios querem também que parte da multas sejam revertidas para a própria gestão municipal. “Se o gestor cometeu realmente uma irregularidade, o prejudicado foi o cidadão do município. Então não há motivos para o TCE ficar com o valor da multa. Ela tem que ser revertida para o bem do munícipe”, comentou Arinaldo Leal.
Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Mega-Sena sorteia R$ 200 milhões nesta quarta, o maior valor da história

O sorteio do concurso 1.764 da Mega-Sena, que será realizado nesta quarta-feira (25), poderá pagar o prêmio de R$ 200 milhões para quem acertar as seis dezenas, o maior valor da história da modalidade.
Acumulado por dez vezes consecutivas, o prêmio atingiu o patamar dos sorteios da Mega da Virada, de acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF).
O sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), em Cândido Mota (SP).
Segundo a Caixa, se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá mais de R$ 1,35 milhão por mês em rendimentos. Isso permite que o novo milionário compre, a cada mês, quatro imóveis de R$ 250 mil e, para cada um deles, três carros populares.
Caso prefira, o ganhador poderá adquirir 30 mansões, quatro iates e uma frota de 50 carros de luxo. O G1 listou outros bens que podem ser comprados pelo sortudo que levar os R$ 200 milhões.
Para apostar
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: G1.

Policial Militar visivelmente bêbado, atropela idoso na faixa de pedestre

Um senhor de aproximadamente 63 anos foi atropelado quando passava pela faixa de pedestres na Av. Dr. João Silva Filho, por volta das 19h30min desta terça feira (24/11). Raimundo Alves Araújo empurrava sua bicicleta quando foi colhido por um carro modelo Onix placa PIH 6957.

O motorista do carro o Policia Militar Sob Tenente Tadeu, estava visivelmente bêbado, não conseguiu frear seu veículo e atropelou o idoso que bateu a cabeça no vidro dianteiro e amassou o capô do carro. Ele foi socorrido pelo SAMU com ferimentos.

No local a população ficou indignada com o tratamento dado ao policial que foi conduzido fora da cela da viatura e só foi levado ao teste do bafômetro horas depois, e ainda se recusou a fazer o teste do bafômetro, o que garante o depoimento dos policiais como prova de que ele estava sob efeito de álcool. Segundo fontes policiais, ele já matou uma pessoa atropelada.


Na Central de Flagrantes o advogado do policial o aguardava e nenhum parente da vítima estava presente, como acontece normalmente nesse tipo de caso. Ele foi orientado também a permanecer calado perante os agentes da Polícia Civil. Boatos sobre a morte da vítima estavam espalhados pela cidade, porém, policiais do PPtran disseram que a informação não procede. 
Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Vídeo mostra socorro a policial morto com 8 tiros na zona sul

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que o policial Erisvan Mesquita Silva, 38 anos, é socorrido pela população após levar 8 tiros no cruzamento das avenidas Barão de Gurgueia e Gil Martins, na zona sul de Teresina. O PM estava parado no semáforo em uma moto da polícia quando dois homens a pé dispararam contra ele.
O policial aparece no vídeo sentado na calçada quando começa a desfalecer. Uma pessoa se aproxima e inicia o socorro. Neste momento um carro modelo Ágile para e o PM é colocado no banco de trás do veículo e levado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde morreu. Uma viatura policial chega logo em seguida e um tumulto se forma no local.
Erisvan Mesquita Silva, mais conhecido como Cabo Mesquita, foi atingido com três tiros na região do abdômen. Ele era lotado na guarda patrimonial da Polícia Militar, cujo batalhão fica no Quartel do Comando Geral, em Teresina. O cabo entrou na polícia em junho de 2005.
Um dos dois suspeitos foi preso logo depois do crime, dentro do condomínio Dom Avelar, que fica na esquina das avenidas Gil Martins e Barão de Gurgueia. O outro suspeito conseguiu fugir.
Uma testemunha contou à TV Cidade Verde que o policial estava parado no sinal, quando dois homens armados se aproximaram a pé, renderam a vítima e dispararam entre 8 a 10 vezes. 
"O policial tentou se esconder, abraçando o poste, mas não conseguiu. Ele foi atingido", relatou a testemunha. Segundo a assessoria do HUT, o policial foi submetido a massagem cardíaca para sobreviver. 
Polícia diz que ação foi violenta e cruel
O coronel Raimundo Sousa, da Rone, definiu a ação contra o policial como violenta e cruel. Segundo ele, as diligências continuam na tentativa de capturar o segundo suspeito.
“Nós diligenciamos nas vizinhas cidades de Timon e Caixas. O comparsa disse que o outro suspeito se chama gordinho. Temos equipe lá (Caxias) com nosso serviço de inteligência. Vamos continuar trabalhando”, afirmou durante entrevista à TV Cidade Verde.
A principal hipótese para o crime no momento, segundo a polícia, era o roubo da arma que o policial portava. “Sabemos que muitos policiais são alvos constantes da ação violenta desses elementos. No entanto, a gente sabe que podem existir outras razões. O certo é que supomos que esse tenha sido o motivo que levou eles terem agido de forma covarde e violenta”, disse o coronel.
O coronel comentou ainda informações de que o policial estaria transportando valores, numa espécie de bico. “A gente não descarta nenhuma possibilidade. Estamos orientando os policiais a não fazer isso, já que ele coloca em risco a sua própria vida. Não temos essa informação que ele estava em serviço extraordinário. O certo é que agiram de forma violenta e cruel contra nossa policial”, finalizou.

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com